O Incrível Hiper-Realismo dos Falsos Despertar

    É possível identificar momentos especiais dos nossos sonhos, em que nos deparamos com um nível de realismo esmagador. O evento conhecido como “falso despertar”, pode resultar em sonhos com elementos surreais(como qualquer outro sonho), mas também é capaz de apresentar uma surpreendente verossimilhança com o real.

    Bem conhecido da maioria das pessoas que se interessam por sonhos, o falso despertar parece mais comum nas últimas horas de sono. Normalmente envolve uma simulação, por meio de sonhos, daquela sucessão de momentos no qual despertamos e passamos a fazer coisas comuns da nossa rotina: ir para o banheiro, cozinha, para o estudo ou trabalho…

    De acordo com Thomas Metzinger*, filósofo e pesquisador da área dos sonhos, esse realismo verificado nos falsos despertar, pode ocorrer em função de uma antecipação natural de eventos que vivenciamos ao despertar.

    Um relato fascinante encontrei, a partir de um experimento de laboratório de sono, do psicólogo francês Yves Delage:

   “Isso aconteceu quando eu estava no Laboratório Roscoff. Uma noite eu fui acordado por batidas fortes na porta do quarto. Levantei e perguntei: 
– Quem está aí?
– Senhor – veio a voz de Marty, monitor do laboratório – é a Madame H***(alguém que de fato estava morando na cidade naquele tempo e era minha conhecida), quem está pedindo para o senhor vir imediatamente para sua casa, para ver a senhorita P****(que de fato residia com com ela) que ficou doente.
– Já vou me vestir e irei. Vesti-me rapidamente, mas antes de sair eu fui ao banheiro, passar uma esponja úmida no rosto. 
    A sensação de água gelada me fez despertar na cama do laboratório e perceber que havia sonhado com todos aqueles eventos anteriores e que ninguém havia me chamado. Votei a dormir e pouco depois, a mesma batida forte na porta acompanhada da voz de Marty:

– Senhor, não irá atender o chamado?
– Meu Deus! Então era verdade?! Achei que tinha sonhado com isso tudo.
– Não mesmo. Venha rápido. Eles estão esperando.
– Tudo bem, eu estou indo – novamente eu me vesti, fui para o banheiro e ao passar a esponja com água gelada no rosto, acordei mais uma vez e entendi que eu estava sendo enganado por esses falsos despertar. 

  Voltei a dormir e tudo se repetiu mais duas vezes. Pela manhã, quando eu realmente despertei, pude notar a jarra de água cheia, a tigela vazia e a esponja seca. Compreendi que tudo fora mesmo um sonho; não apenas as batidas na porta e as conversas com o Marty, mas todas vezes que me vesti, que fui ao banheiro e que lavei meu rosto, eu tive a crença de ter acordado depois de ter sonhado e voltado para cama. Toda série de ações, raciocínios, pensamentos e sensações foram nada mais que um sonho repetido quatro vezes em sucessão, sem interrupção no meu sono e sem que tivesse deixado a cama.

    Particularmente tive uma experiência interessante nesse sentido.
Uma madrugada tive meu sono interrompido, com o alarme de uma residência
vizinha disparando. Era um imóvel desocupado e o alarme disparava noite
adentro com interrupções esporádicas.
    Levantei-me algumas
vezes, cada vez mais irritado com a situação. Já havia ligado para a
polícia e nada de cessar o barulho infernal. Até que numa dessas
disparadas, levantei louco da vida, fui até a janela e percebi uma
presença no quarto… era uma mulher morena, linda e… finalmente me
lembrei de que não deveria existir mulher alguma no meu quarto(solteiro
na época).

    Nesse sonho acima relatado, fiquei lúcido(e segui com ele).

    Metzinger defende que esses falsos despertar podem conter um realismo profundo. Por experiência própria compartilho dessa perspectiva.

Referência Bibliográfica:

METZINGER, Thomas; WINDT, Jenifer Michelle. The Philosophy of Dreaming and Self-Consciousness: What Happens to the Experiential Subject during the Dream State?
 

Você pode gostar...

28 Resultados

  1. Izaque Campos de Oliveira disse:

    O problema de se afirmar a consciência nos sonhos é que geralmente não se define o que é consciência. Saber que se está sonhando? E se isso for apenas a repetição de ideias e expectativas que temos (na vigília) em relação aos sonhos lúcidos ? O próprio método de Tholey evidencia isso: temos que simular um sonho lúcido acordados para sonharmos com isso durante a noite. Pode ser que quando planejamos o que fazer nos sonhos lúcidos, consequentemente sonhamos que estamos fazendo essas coisas. Talvez o certo não seja dizer: "eu tive um sonho lúcido", e sim: "eu sonhei que tive um sonho lúcido". Pode não parecer diferente, mas isso muda tudo.

    • É um argumento interessante Izaque. Lembra a linha de pensamento defendida por Daniel Dennet, um dos maiores filósofos da mente.

      Porém, existe uma diferença grande entre sonhar que está tendo um sonho lúcido e de fato ficar consciente no sonho/sonho lúcido em si. Nesse caso, o sonhador lúcido é capaz de atingir o nível de consciência típico do que é possível no estado desperto ou quem sabe até mais:
      -percepção de toda estrutura do sonho;
      – capacidade de raciocínio, memória autobiográfica;
      – memória de eventos do estado desperto;
      – entre outros fatores que estão sendo pesquisados.

      Lembre-se dos voluntários de laboratório de sonho que conseguem atingir uma alta frequência de sonhos lúcidos e que são bem experientes. Eles interagem com os pesquisadores do laboratório de sono, na medida que fazem os experimentos no sonho e enviam comandos com os olhos. Coisas do tipo:
      -"percebi nesse momento que estou sonhando" -e os monitores aproveitam para verificar a frequência das atividades cerebrais(normalmente em gama),

      -"estou iniciando o experimento planejado agora" – enviando novo comando com os olhos.

      – "terminei o experimento agora" – envia outro comando.

      O tipo de atividade cerebral, normalmente em fase REM, com alteração da frequência, o tipo de discernimento necessário para realização dos experimentos, a capacidade de recordação acentuada, a percepção e por fim o raciocínio fazem com que não sobre dúvidas do que acontece nesse estado mental.

      Por fim eu ainda acrescentaria a experiência subjetiva. Lembra bastante a experiência de um mergulhador e acredito que talvez a de um astronauta. Passamos para um ambiente bem diferente do que usualmente estamos e levamos nosso cérebro, com funcionalidades típica do estado desperto, para desfrutar dessas experiências.

    • Izaque Campos de Oliveira disse:

      Tem razão, quando todas essas características que você mencionou (memória biográfica, capacidade de raciocínio, etc) aparecem em um sonho, é inegável que ele seja consciente.
      Mas tive umas experiências frustrantes que me levaram a ter essa dúvida, porque quando eu acordava, percebia que as atitudes que tinha tomado no sonho supostamente lúcido não correspondiam ao meu comportamento da vigília. Eu não conseguia raciocinar direito, me lembrar do dia anterior, e tomava decisões estranhas, como sair contando para as pessoas do sonho que aquilo era um sonho.
      Enfim, até hoje todos os sonhos verdadeiramente lúcidos que tive (com as características que você mencionou) foram muito curtos, geralmente segundos antes de acordar. Mas ainda tenho esperanças, rs.

  2. Someone disse:

    Nossa eu fiquei p da vida quando tive, aconteceu algumas vezes já, eu ir para o banheiro ficar um pouco no notbook ir dormir acabo acordando na vida real '-'

  3. Hoje eu tive essas experiência, mas houve 4 vezes em seguida durante o sonho lúcido. Eu me via acordando, e ao fazer os reality checks eu percebia que estava sonhando, aí tentei levitar ou materializar coisas, e eu não consegui! Fiquei revoltado por que o primeiro sonho lúcido que eu fico bem estabilizado e lúcido, eu não consigo fazer nada. Aí de novo, me via em minha cama como se estivesse acabado de acordar. Foi bem assustador a princípio, mas eu acordei depois de algumas vezes.

    • Parabéns Fernando! Conseguiu acionar a consciência diversas vezes ainda!… Deve ter sido bem estimulante. Porém não conseguir controlar é apenas um detalhe. Lembre-se que buscar forçar o controle no sonho é receita certa para despertar precocemente. Procure ferramentas de controle indireto, caso queira realizar manipulações ou experimentos nos sonhos. 🙂

  4. Marlon pode-me dar dicas para tirar o sono à 6ª hora de sono AMOOO SONHOS LUCIDOS MAS NAO ESTOU CONSEGUINDO CARAA
    por favor…perciso da sua ajuda!!
    Um GRANDE abraço para ti amigaooooo!!.:)

    • Grande André! Tu diz "tirar o sono" como sendo despertar na 6a hora? Recomendo utilizar um despertador. Não tão estridente que possa te assustar, nem tão leve que te acorde muito devagar a ponto de prejudicar tua capacidade de recordação. ;D

  5. Chaps disse:

    Marlon, estou tendo alguns problemas aqui, se puder me ajudar eu seria bastante grato.
    Seguinte, a umas semanas atrás eu tive um sonho, bem real, mas que aconteceu bastante coisas bizarras. Até que num momento eu acabei me olhando no espelho, e, pelo que li em vários lugares, o espelho é um ótimo reality check. Aconteceu que eu estava normal nele, não tinha NADA de diferente, talvez eu estivesse um pouquinho mais novo mas no geral estava tudo certo. Até ai tudo bem, já que eu nunca treinei esse RC de olhar no espelho.
    Continuei com o diário e usando WBTB (não todos os dias, infelizmente) e hoje tive mais um sonho muito real. Aconteceu uma coisa bem bizarra lá e eu acabei percebendo que era sonho, mas logo quando percebi eu meio que travei, parecia que eu não conseguia me mexer e tudo ficou cinza. Logo após ''trocou de cena'' (talvez tenha sido um falso despertar, pois já tive algumas vezes, mas não tenho certeza, já que não me recordo de estar dormindo no sonho em seguida) que é algo que acontece muito nesses meus sonhos mais reais. Eu estava na minha casa, a noite, com minha família na sala. Estava atrasado para ir na aula, e tive meio que sair correndo. Aliás, eu usei um perfume antes de sair, e o botão dele, assim como o da TV, costuma falhar bastante, igual ao interruptor, mas nem lembrei na hora. Quando estava saindo de casa lembrei que já tive um sonho muito parecido com aquilo (muito parecido mesmo) e logo lembrei do RC de olhar pra mão, que eu já treino a bastante tempo. Acabou que minha mão estava normal, não tinha nada de errado com ela, talvez um pouquinho maior que o normal mas pouca coisa. Bati umas palmas até (?) e me senti um trouxa achando que estava sonhando. Acabou que mais um RC falhou.
    Poderia me recomendar algum RC ? Talvez o de respirar tapando o nariz ? Ou será que o RC falhou por talvez ser um falso despertar ?
    Obrigado pela atenção e desculpe se o texto ficou grande, tudo de bom!

    • Olá Chaps! Desculpe a demora em te responder.

      Os reality checks podem falhar e isso é natural. Um dos macetes é procurar realizar eles no estado desperto com o questionamento "Estou sonhando ou não?" ou ainda "Como cheguei aqui?".

      No caso das mãos, faça isso olhando uma e duas vezes… dificilmente nossas mentes conseguem manter a estabilidade por maior tempo. Nossos sonhos são fortes em criatividade e não em mecanicidade.

      Com o condicionamento reflexivo ao fazer os teus reality checks, no estado desperto, invariavelmente tu chegará nos sonhos flagrando aquele estado mental ;D

  6. Anônimo disse:

    O filme PERCY JACKSON em "O ladrão de raios" em seu todo já é uma bela fantasia que serve de inspiração para desenvolver "enredos " ou idéias
    para induzir-se a SONHOS LUCIDOS. Em uma cena que se passa nos cassinos de Las Vegas, o herói desenvolve um fantástico REATIRY CHECK, percebendo estar num sonho quando perguntou a um personagem, e este lhe dera uma resposta "estranha", a qual nada tinha a a ver com a realidade do momento da trama, o personagem respondeu ao herói algo como "DVD", AÍ ELE SE "TOCOU" , despertando em seguida seus companheiro do estado "anteriormente inconsciente.
    Vale a pena conferir….

    Forte abraços a todos sonhadores lúcidos (ou ainda não) deste PORTAL.

    Benejeol

  7. Carlos Costa disse:

    Já tive isso. São sonhos dentro de sonhos.

  8. Anônimo disse:

    Eu tive uma vez, um falso despertar com paralisia

  9. Mayer disse:

    "Você já sonhou que foi no banheiro e… fez na cama?", pois é, um falso despertar.

  10. 23/05/15 – Hoje a tarde eu tive uma situação meio estranha. Não sei dizer se eu tive um falso despertar, ou uma paralisia do sono. Parecia que eu havia ficado preso num estado alterado de consciencia. (Meio onírico, meio despertado), do qual eu parecia ser capaz de iniciar e até mesmo controlar alguns sonhos. Como um no qual um eu parecia assistir a um senhor que estava contando sua história a uma repórter. O senhor não tinha casa e dizia a repórter que andava de lugar a lugar e quando sentia fome ou não tinha bebida, ele dormia e usava os sonhos lúcido como uma forma de escapar da realidade.
    Após acordar, eu que estava vendo ondulações na minha visão e decidi fechar os olhos e permanecer imóvel. Logo senti como se meu corpo estivesse se descolando. Levantei pra andar e do nada tive vontade de sair correndo. E foi o que fiz. Corrí e pulei o muro (no caso, o do meu terraço), e continuei correndo como se não fosse nada, mas então eu parei e pensei:
    — Eu to sonhando?
    E me dei conta de que a rua estava muito diferente, mas quando ia tentar aproveitar, fui acordado pelo barulho da minha irmã e suas amiguinhas gritando por causa de alguma coisa. Fiquei irritado, mas então percebi que minha visão ainda estava embaçada e confusa. Só que mesmo assim decidi me levantar e então me dei de cara com uma dificuldade enorme pra me mover. Era como se meu corpo estivesse enferrujado. Eu não conseguia mover nenhuma parte direito, então me deitei novamente, Fechei os olhos e ao abrir los estava tudo normal. Me levantei, saí da cama e aquela sensação de não conseguir me mover direito havia desaparecido, então percebi que estava totalmente acordado.
    Isso tudo aconteceu hoje, quando tirei um cochilo a tarde. Acho que pode ter haver com o fato de eu não ter dormido direito na noite passada… Mas que foi estranho foi.

  11. Anônimo disse:

    Essas duas últimas semanas eu acho que isso estava acontecendo comigo … meu pai me acordando pra mim ir me arrumar pra ir pra escola, eu escovando os dentes e sempre acontecia algo inesperado depois… como se tudo fosse o começo de um pesadelo e logo depois eu acordava e isso acontecia mais uma única vez … Isso aconteceu umas três vezes … à uns dois dias atrás, eu não lembro com o que eu sonhei mas eu acordei muito desesperada e na hr eu sentei na cama e fiquei observando meu quarto … Depois disso não sonhei mais com algum sonho dentro do outro

  12. Carol Miranda disse:

    Olá Marlon,
    Por favor me ajuda.
    De vez em quando eu tenho sonhos que acho serem falsos despertares que me deixam bem desesperada. Geralmente nesses sonhos eu percebo que estou sonhando e tento acordar mas não consigo (é assustador!).

    Por exemplo: essa noite eu dormi e não percebi ter dormido. No meu sonho eu estava deitada na minha cama com meu marido ao lado e meu filho no berço e eu ficava olhando a luz no abajur enquanto tentava dormir. Então eu senti vontade de ir ao banheiro, me levantei da cama e fui até as escadas. Quando cheguei lá percebi que não estava sentido meu corpo (não sentia os músculos das pernas, mãos e braços), tentei falar mas minha voz não saia. Nessa hora percebi que estava dormindo e me vi novamente deitada na minha cama. Ai eu comecei a me debater e a gritar tentando acordar, mas eu não sentia meu corpor e não ouvia minha voz. De repente eu despertava na cama ai eu tentava me mexer e eu me mexia normal mas de novo eu não sentia meu corpo e não ouvia minha voz. Fui ficando cada vez mais desesperada porque eu sabia que ainda estava dormindo e isso se repetiu umas 4 vezes antes de eu realmente acordar. Quando acordei de verdade, me mexi e falei e senti meus musculos e ouvi minha voz normalmente, mas estava muito assutada. Demorei a dormir depois.

    Isso que eu tive (e tenho as vezes) foi um falso despertar? Como eu faço pra conseguir acordar? O que eu posso fazer mas não ficar tão assustada e desesperada?

    Desculpe o texto longo.

    Abração!

  13. Rodrigo K disse:

    Olá Carol!

    Sou novo aqui no SL, tenho muito o que conversar com todos vocês, compartilhando e aprendendo. Logo farei mais comentários… Sempre tive esse problema de Paralisia do Sono. Quando tive a primeira vez (tinha uns 8 anos mais ou menos) achei que ia morrer, pois não sabia o que estava acontecendo e não controlava minha respiração, parecia que ia afogar. Como você descreveu é uma sensação HORRÍVEL dá pra imaginar o que o Schumacher passa hoje em dia não podendo se mover… Pois bem, hoje em dia tenho pleno controle do meu despertar, depois de muitos anos tentando várias coisas. Faço algo peculiar, que nunca comentei com ninguém que tem esse problema e não sei se funciona com outras pessoas, mas você pode tentar. Apesar de o corpo não responder com movimentos e nem mesmo a boca se mexer, consigo vibrar as cordas vocais fazendo um som de "uuuuuuuummmmmmm" e durante um pesadelo ou paralisia acordo e volto a tomar o controle do meu corpo. Demorou conseguir, mas hoje é automático, quando tenho pesadelos. Paralisia hoje em dia pra mim, é meio que induzida, quando estou tentando ter sonhos lúcidos. Mas como tenho apnéia do sono, a coisa complica… deixa essas coisas pra depois. Tenta fazer e depois me diz se deu certo.

  14. Venizia Almeida Macedo disse:

    As vezes quando eu duvido da lógica dos fatos eu acordo dentro do sonho, e se duvido de novo vou acordando no sonho sucessivamente, outras quando tenho o falso despertar tento acordar de verdade, mas em vez disso acordo de novo dentro do sonho, teve uma vez que eu desisti de acordar e fiquei no sonho lúcido mesmo.

  15. Anônimo disse:

    Tive um falso despertar hoje, entrei em panico.

    Durante a minha adolescência por volta dos 15 anos, tive duas situações de paralisia do sono, e foram aterrorizantes. Há uns três anos atrás tive outra paralisia do sono, muito pior do que as outras duas que aconteceram perto do horário de acordar, essa ultima aconteceu durante a madrugada, simplesmente não voltei a dormir, sai da paralisia muito assustada.

    Não sei se posso estar confundindo paralisia com sonho lucido, nas três vezes, percebi que estava em meu quarto, deitada na minha cama, mas não conseguia me mexer, na primeira vez vi um vulto na porta que pensei ser meu pai, mas quando consegui "acordar" a porta estava fechada e ele disse que não esteve la. na segunda vez não lembro como foi, foi muito rápido, mas na terceira estava deitada na minha cama quando tentei me levantar, meu corpo começou a flutuar e vozes sussurravam em meu ouvido coisas ininteligíveis, como em um filme de terror, até que me forcei a ficar calma e conseguir "acordar", diferente da primeira vez que entrei em panico por não poder me mexer e com dificuldades de respirar.

    Com tudo isso quero dizer que hoje em dia, toda vez que percebo que estou sonhando ou estou entrando em um sonho logo quando começo a adormecer , entro em panico e me forço a acordar, com alguns segundos consigo, tenho medo de permanecer lucida durante um sonho, ao mesmo tempo que quando me forço a acordar experimento a mesma sensação de quando estou paralisada – ou talvez esteja confundindo as duas coisas.

    então hoje, eu acordei de um pesadelo, sonhei com coisas do passado que me perturbam muito. Quando acordei era de noite e sai pra dar uma volta na minha bicicleta na rua, não me afastei muito, quando senti que não estava vestida apropriadamente pra sair na rua, retornei pra casa e fui me olhar no espelho, a imagem no espelho era a mesma, mesma roupa que eu estava vestindo a unica diferença e que no espelho meu shorts estava sujo de uma maneira estranha, foi quando percebi que se tratava de um sonho, no momento havia até esquecido do pesadelo que tinha tido, entrei em panico e comecei a correr para o meu quarto, quando percebi estava indo para o lado contrário em direção a sala, dei a volta e corri para aporta do quarto tentando abrir, quando comecei a perder a força e tudo ficou mais lento, não tinha força pra empurrar a porta, até que acordei, muito nervosa..

    Bem esse foi o meu relato de um falso despertar, e um sonho "quase" lucido, além das minhas experiencias do que acredito terem sido paralisias do sono. Para mim é sempre uma situação muito estressante quando percebo que estou sonhando.

    • Reizen Endler disse:

      Você poderia começar a registrar os seus sonhos em um diário e isso lhe ajudaria a aliviar um pouco o estresse do seu dia a dia aventurando-se em seu mundo onírico.
      Paralisias do sono são comuns e tudo isso é muito natural para o nosso organismo, mas algumas pessoas acabam interpretando de forma diferente esse conceito tornando-o a uma experiência assustadora ao invés de agradável.
      Um falso despertar geralmente tendem a ser mais divertido do que horripilante, mas isso depende de cada experiência em particular, alias sobre fato de estar lúcida também não necessariamente pode estar relacionado a estar no controle do sonho.
      Faça uma visita ao nosso fórum e compartilhe suas experiências, até e abraços!

  16. Anônimo disse:

    Obg, vou tentar a ideia q vc me deu.

  17. Mima Watson disse:

    Eu tenho muito isso.
    É extremamente agoniante como se vc não pudesse acordar.
    Eu só queria saber pq acontece?
    Percebo q geralmente é quando durmo a tarde ou tenho algum compromisso.

  18. DáLio disse:

    Oi marlon.

    Já tive alguns sonhos lúcidos mas sempre acordava pouco depois de estar conciente, nunca estranhei nada disso. Porem, hoje tive meu primeiro falso despertar, achei muito assustador, me sentia preso nos meus sonhos como se meu corpo não me deixasse acordar de verdade.

    Esta noite sonhei que estava na casa da minha vó que é em outra cidade com dois amigos na sala, eu deitado no sofá e ele no tapete, logo percebi que estava sonhando porque minha vó ja faleceu e nao tinha como esta naquela cidade. Ja comecei a aguardar meu despertar como sempre acontece qnd fico conciente no sonho.

    Então acordei na cama da minha antiga casa(alugada) com meu meu namorado(moramos juntos) entao ele perguntou se eu estava bem, disse que tinha sonhado e que parecia bem real, logo percebi que nào podia esta ali porque tinhamos nos mudado há mais de dois meses, entao disse pra ele que ainda estava sonhando, entao me disse que eu so estava confuso por causa do sono e do cansaço, mas eu tinha certeza que era sonho, qnd tentei levantar da cama no sonho, despertei mais uma vez.

    Dessa vez esta td certo, na minha atual casa, dai ele me perguntou pq eu tinha acordado assustado e eu expliquei o que tinha acontecido no sonho, so que eu nao conseguia me virar pra ver seu rosto, mas uma vez percebi que nao estavs acordado e ele insistia que eu estava, comecei a me sentir muito assustado e nervoso, conforme me amedrontava meu corpo ficava paralisado e nao conseguia mais falar ate que finalmente acordei de verdade. Estava muito assustado por me sentir preso daquela forma.

    Entao eu fiquei imaginando que por eu estar tao cansado e com sono, meu corpo me fazia acreditar que eu ainda estava sonhando para que eu nao acordasse e pudesse descansar, ja que td vez que eu fico conciente eu acordo. seria possivel isso?

  19. mandingo xxx disse:

    Say, you got a nice blog article.Really thank you! Fantastic.

  20. purificadoras disse:

    Thanks for the blog.Thanks Again. Great.

  21. Alex disse:

    Não penso que seja falso despertar pois a verdade está , conosco mas bloqueamos sem perceber , a experiência que estou tendo é real, porém não sustento a energia necessária para demorar mas tempo nessa visão, pois tento controlar mas percebo que é o segredo está na minha respiração, por isso estou acreditando que não é falso. Obrigado pela atenção .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *