Qualidade do Sono X Sonhos Lúcidos e Armadilhas do Subconsciente

Você pode gostar...

19 Resultados

  1. Anônimo disse:

    Oi Márlon, tudo bem? Venho acompanhando seu blog por um tempo e fazendo o método Wild, os testes de realidade e o diário já fazem três semanas. Acho muito interessante o modo como você descreve os sonhos que teve, como nesse post, por exemplo, e gostaria de passar por essa experiência também, mas estou tendo dificuldades. Essa noite tive a minha primeira experiência mais próxima de um sonho lúcido. Estava tendo um sonho normal quando, por algum motivo que não me lembro, resolvi olhar para minhas mãos. Vi que elas estavam embaçadas e cheguei a conclusão de que estava sonhando. Lembro-me de ter ficado muito animada no meu sonho por ter percebido, mas o sonho não mudou em nada, aquelas cenas escuras, embaçadas e meio distantes continuaram iguais e logo a consciência de que estava sonhando se foi e ele voltou ao normal. Isso é normal? Os sonhos continuam "distantes" e embaçados assim mesmo depois da consciência de estar sonhando? Se sim, você tem alguma dica para me dar? Obrigada, e desculpa tomar sua atenção com esse texto longo!
    Carol.

    • Oi Carol,

      Sonhos assim normalmente se caracterizam por sonhos típicos da fase NREM. Pode acontecer de lembrarmos desses sonhos e eles serão pouco nítidos, mais reflexivos e menos emocionantes.

      A melhor alternativa pra conseguir recordar sonhos da fase REM é fazer vigorosa investida no Diário de Sonhos e o despertar do MILD. Programando para despertar pela 6a hora, anotando o que conseguir – mesmo pequenos fragmentos – e voltando a dormir já desejando serenamente ter um sonho lúcido.

      Como as últimas horas de sono trazem as maiores fases REM, de até mais de 45 min, as chances de pegar esses sonhos intensos ficam altas.

      🙂

    • Anônimo disse:

      Farei isso então, obrigada!

  2. Camila disse:

    Salve Márlon! Vc é o cara! Quanto tempo hein!
    Cara passei aqui diversas vezes lendo seus posts e achando tudo incrivel e adotei meu caderninho e um RC sem seguir um método especifico, apenas me concentrando e fazendo o RC e tal. Dias atras aconteceu uma coisa muito legal mas q acabou me deixando pilhada… Nos meus sonhos (não lembro se comentei aqui) algumas coisas se repetiam (como por exemplo encontrar um bilhete e não conseguir ler ou trancar a porta e ela continuar aberta) e eu ficava pensando nisso o dia todo e quando dormia pensava "hoje não! Hoje se acontecer eu vou conseguir ler ou trancar a porta!". Bem, depois de muito esforço e antes mesmo de conhecer o blog eu ja tava alfabetizada oniricamente hehe. Aí investi na porta. Cara, q louco véi!foi num dia q eu tinha brigado com minha mãe e eu fiquei pensando q devia sair de casa. Peguei no sono. Aí sonhei q tava no meu quarto arrumando minhas malas muito brava. E normalmente quando eu entro no meu quarto acordada a primeira coisa q eu faço é trancar a porta. E nos meus sonho, independente da porta ou local a porta nunca tranca e eu não ligo… De repente minha mãe entra no quarto no sonho e eu vou fechar a porta e movimento a chave… A abençoada não trancou… E eu fiquei estérica chorando e gritando pra minha mãe "olha a porta não tranca, meu Deus eu to sonhando, isso é um sonho, não é real". Eu desesperei, mas continuei sonhando por um tempo. E agora quando eu entro no meu quarto acordada eu tenho q conferir se tranquei a porta mesmo e as vezes duvido q eu esteja acordada… Foi muito louco, mas muito massa! Realmente ter um plano pro sonho, mesmo que pequeno faz a diferença!

    • Oi Camila!

      Que experiência interessante heim! Aproveite e se mantenha firme no Diário. Seria legal se tu pudesse adotar algum dos métodos(MILD, Tholey, WBTB…), pois usar um método, reality check e Diário são combinações excelentes ;D

      O plano é algo muito especial, principalmente pra gente ter mais chances de conseguir prolongar a experiência. Dar um combustível pro subconsciente continuar trabalhando legal.

      Ei! Não deixe de relatar teus progressos Camila!

      ABs e bons sonhos!

  3. Eduardo F disse:

    Bom trabalho sr Márlon, leio teus posts faz um bom tempo, mas comentando só agora. Tenho me feito uma pergunta esses dias:Nesse tipo de sonho "censurado" voce reconhece de quem é o rosto? Quero dizer, comigo geralmente é uma desconhecida, o que me parece curioso pois não seria mais simples a mente mostrar um rosto familiar?

  4. E aí Eduardo!

    Seja sempre bem-vindo pra comentar e trocar experiências tbém 😉

    Ah! Sim, tá censurado quem é junto rsrsrs o rosto apareceu antes de tudo quando ela apareceu.

    Acho que o subconsciente sempre vai mostrar algo relacionado com algum pensamento mais intenso ou recorrente ou quem sabe reprimido… certeza que se enquadra num desses casos aí pra mim.

    Já pra ti, experimente desejar encontrar alguém quando ficar consciente no sonho. De preferência, aplique a Técnica das Portas. Certeza que tu vai encontrar que tu desejar. Bastar ser algo bem sincero e não banal.

    Abs e bons sonhos onironauta!

    pS: grato pelo elogio!

  5. Eduardo F disse:

    Interessante, mas fiquei curioso sobre essa ultima colocação:"Bastar ser algo bem sincero e não banal." o que significaria, nesse contexto, sincero e banal?

    • Não desejar alguma coisa superficialmente, mas que seja algo(ou alguém) que de fato provoque emoções intensas.

      Por exemplo: desejar abrir uma porta e encontrar a Angelina Jolie… é bem diferente de desejar encontrar alguém com quem você possui algum afeto ou amizade, mas jamais demonstrou isso no estado desperto.

  6. "jamais demonstrou isso" eu quis dizer um sentimento mais intenso rsrsrs

  7. Ranieri disse:

    Que sonho legal hein Márlon. Parece que quanto mais sono, mais os sonhos vêm desesperados para logo nos "sedar". hehe

    • Verdade. Tive uma dor típica de enxaqueca noite passada e o resultado foi q nessa última madrugada, já sob efeito de remédio, entrei num carrossel de sonhos sem-fim.

      Foi como uma espécie de rebote de REM. Despertei logo após uma grande sobrecarga de sonhos. Imaginei que já fosse de manhã e ao olhar o relógio só havia passado 1h de sono rsrs

  8. oi marlon
    gostava de saber se o filme source code e um bom filme para quem osta deste assunto

  9. William disse:

    Oi, Márlon.
    Referente a repercussões físicas no sonho, tenho duas curiosades, tentarei ser breve:
    No meu último sonho lúcido, despertei no sonho sonho já lúcido, estava deitado no chão e havia um monitor LCD bem parecido com o meu um pouco a frente, e eu tava cego do olho esquerdo, me levantei e fique tentando fazer a visão desse olho voltar, e nada, então decidi seguir assim mesmo, e de repente a visão voltou, estava numa grande sala toda de madeira, além do monitor no chão haviam móveis, quadros, uma tv enorme, enfim, fui observando tudo atentamente e estava tudo muito claro e absurdamente real (nos sonhos lúcidos sempre gosto de observar detalhes, inclusive a textura dos objetos, porque acho bem legal como tudo fica plástico e real, mas dessa vez tava demais), segui por um corredor com vários quadros, fotos e algumas portas que davam para alguns cômodos (era uma enorme casa toda de madeira), fui andando bem devagar observando tudo, entrando nos cômodos e voltando ao corredor, até que saí num último cômodo que tinha uma janela, então me preparei pra saltar através dela pra explorar o lado de fora, aí perdi a visão do olho esquerdo de novo e começou a escurecer e o cenário foi sumindo, e apareceu de novo o bendito monitor, que nada mais era que o monitor do meu pc, que eu tava enxergando da minha cama, estava acordado, deitado de lado com o lado esquerdo do rosto afundado no travesseiro, enxergando só com o olho direito, aí eu saquei tudo, ou quase tudo. Talvez eu tenha me mexido um pouco, o que fez eu recuperar e visão e depois perdê-la novamente, mas fiquei intrigado sobre como a obstrução da minha visão física afetou minha visão onírica, e como eu construí o sonho todo a partir de um objeto que eu estava de fato enxergando em estado desperto, o que faz eu pensar que talvez eu estava sonhando com um olho aberto hehe, porque até agora não me parece muito lógico eu ter perdido a visão de um olho no sonho se os dois olhos estavam fechados, será talvez por que havia demasiada pressão no olho esquerdo? Alguma opinião?

  10. Reizen Endler disse:

    Caramba nunca pensei que alguém teria o mesmo problema do que eu, bom não é com frequência, mas as vezes também fico cego de um olho só não recordo-me se da ultima vez se foi o direito ou esquerdo. Certo, o que posso dizer depois de tantas experiências que é como se fosse uma transição do estado de realidade e sonho, talvez possa ocorrer uma paralisia do sono e atrapalhar alguns sentidos como a visão por exemplo dando a impressão de um tapa-olho ou também pode ser um rápido despertar seguido de uma transição de sonho lúcido, logo o onironauta acaba por voltar a estaca zero da sua manutenção e aprofundamento. Pode ficar tranquilo é normal em sonhos lúcidos que começam com sentidos alterados como por exemplo tudo escuro, embaçado, nublado etc, sendo assim é necessário fazer o aprofundamento do cenário através dos sentidos.

    Um exemplo simples de aprofundamento de sentido com tato seria nesse estágio tocar objetos, sentir a textura dos mesmo etc. Geralmente as pessoas preferem esfregar as mãos para causar um atrito e estimular o sonho, também é valido. Espero ter ajudado, abraço!

    • William disse:

      Oi, Reizen. Me parece coerente o que você disse, principalmente pelo fato do monitor do meu pc que eu tava enxergando de verdade ter aparecido no sonho, que começou e terminou com ele. Valeu 🙂

      abs

  11. christian louboutin shoes be husband regarding unbiased physical exercise check out

  12. I just want you to know that I love Bill Laimbeer (bad boy 1), and Dennis Rodman (before he went kookoo) and Isiah Thomas and Joe Dumars and John Salley and microwave Vinnie Johnson and Rick Mahorn (bad boy 2) and legendary coach Chuck Daly RIP…Those were the days to be a Detroit Pistons fan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *