Técnicas para controlar os sonhos – Parte I: o giro

O primeiro grande desafio após ficar consciente dentro dos sonhos é conseguir se manter no sonho. Sonhadores lúcidos com vasta experiência como Stephen LaBerge e Berverly D’Urso sempre dão orientações bem interessantes sobre o assunto.

A mais conhecida é a técnica de LaBerge, de

Girar o corpo no próprio eixo. Tal ação é ideal para as situações em que o cenário do sonho esteja desaparecendo. O giro promove mudança para um novo ambiente, novamente nítido e estável.

Vantagem: trata-se talvez da técnica mais consagrada e de efeito, sempre encontrada no meio dos sonhadores lúcidos de laboratório do sono.

Desvantagem: é muito freqüente acontecer um falso despertar. O sonhador após fazer o giro, pode aparecer de volta na própria cama e acreditar que acordou(falso despertar).

A contramedida para isso é dada pelo próprio LaBerge que recomenda relembrara repetidamente ao fazer o processo que vai conseguir continuar sonhando lucidamente. Também é bom estar praticando na vigília pelo menos um dos testes de realidade(olhar para as mãos, apertar interruptores de luz, olhar relógios, espelhos etc..).

Nas palavras do renomado cientista:

“Para que o método funcione é importante ter um sentido vívido de movimento. Normalmente esse processo gera uma nova cena de sonho, que em geral representa o quarto onde estou dormindo. Relembrando repetidamente a mim mesmo que estou sonhando durante essa transição, consigo continuar a sonhar lucidamente na nova cena. Sem esse esforço especial de atenção, geralmente confundo o novo sonho com um despertar real; e isso apesar das frequentes manifestações de absurdo contidas no sonho!”  *

Não se sabe ao certo como o sonho se restabelece. Há hipótese que seja alguma função mental nossa relacionada a percepção espacial/parte fisiológica, com a reestruturação do sonho.

* Fonte: 

LABERGE, Stephen. Sonhos Lúcidos. 1985
Ed. Siciliano Livros, Jornais e Revistas Ltda. 1990(esgotada)

Você pode gostar...

7 Resultados

  1. Paula disse:

    "Girar o corpo no próprio eixo. Tal ação é ideal para as situações em que o cenário do sonho esteja desaparecendo. O giro promove mudança para um novo ambiente, novamente nítido e estável. "

    Caramba, fiquei impressionada com isso… como já disse aqui algumas vezes, antes de começar a ler sobre o assunto eu girava nos sonhos pra mudar de ambiente, por exemplo, se eu estivesse fugindo de alguma coisa.. eu me teletransporto assim. O curioso é que fazia isso mesmo sem estar tendo sonho lúcido… de alguma forma minha mente sabia, não conscientemente, que era um sonho, daí eu fazia isso. Obviamente não saio girando acordada pra ver se me teletransporto!

  2. É isso aí Paula! Tua já controlava teu sonho, mesmo q talvez sem estar consciente.
    Mas e quanto aos falsos despertar? Tens eles quando aplica o giro?

  3. Já tive dois sonhos lúcidos, em um deles o primeiro eu enfrentava alguém e estava com muito medo, de repente lembrei que estava sonhando dentro do meu próprio sonho e comecei a zombar do meu inimigo pois sabia que nada de mal me aconteceria. No segundo sonho lúcido era como se não houvesse gravidade na terra e eu comecei a flutuar, dando piruetas no ar. Porém eu não conhecia a existência do sonho lúcido a partir de agora vou praticar mais vezes.

  4. Tive sonhos lúcidos, ok, mais agora estou cm dificuldades para amenos sonhar. Oq fasso alguém ajuda me da uma dica!

    • Olá Marxs,

      Tua dificuldade agora é recordar dos sonhos? Recomendo nesses casos uma boa leitura sobre o "Diário de Sonhos". É na insistência de anotar os pequenos fragmentos, nos primeiros dias que irá nos levar a fortalecer nossa capacidade de recordação 🙂

  5. 6. You are a client, seeking personal services that will provide donations for a female interested in modeling for you. When you meet the model the donation should placed in the bathroom in an enevolope with the word donation.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *