Author

Márlon

Browsing

A questão se existe ou não perigo em ter sonhos lúcidos, surge com certa frequência entre os interessados pelo tema. A princípio, podemos dizer que perigos físicos não existem. O sonho lúcido apenas se diferencia do sonho comum pela capacidade de percebermos que estamos sonhando. Porém há certas questões que merecem ser debatidas.

Pesadelo lúcido

Fonte da imagem

Mesmo controlando o sonho, podemos nos deparar com nossos piores medos. Estar lúcido pode tornar a experiência ainda mais intensa. A boa noticia, repetimos, é que não se corre risco ou perigo físico… quanto ao psicológico, não podemos garantir o mesmo. Existem casos, principalmente no início da prática, em que a novidade de estar consciente no sonho, provoca reações fortes, e por vezes, carregadas com estranhamento e em outras situações, com medo.

Reações fisiológicas

Fonte da imagem

Acontece que, mesmo durante o sono, o corpo físico pode responder aos estímulos vindos de dentro do sonhos. Afinal, com o sexo não seria diferente e, ao se ter um orgasmo no sonho, o corpo físico responderá ao mesmo, resultando em fluídos… ou não, afinal pelo menos nas experiências em laboratório de sono, esses resultados molhados não ocorreram!…

Paralisia do sono

Fonte da imagem

Em uma minoria de casos, normalmente quando a pessoa já possui um histórico de paralisia do sono, ela de fato pode voltar a acontecer com a prática do sonho lúcido. Entretanto, ela é mais comum de acordo com a técnica que está sendo aplicada. Técnicas que envolvem a indução direta da consciência, a partir do estado desperto para o sonho… atravessando o sono sem perder a consciência até atingir a realidade onírica, como por exemplo: as técnicas WILD, VILD, FILD.

Imagine ver e ouvir coisas surreais e, mesmo após despertado e não poder fazer nada, nem mover um dedinho. A princípio Porém é possível fechar os olhos, se concentrar e voltar para dentro do sonho. Para saber mais sobre a paralisia do A princípio sono acesse nosso post sobre clicando aqui.

CONCLUSÃO

Ainda não existem provas de quaisquer perigos que a a prática do sonho lúcido possa oferecer. Fato é que os monges tibetanos praticam há séculos os sonhos lúcidos sem até hoje registrarem um único prejuízo, seja físico ou mental. E não é a toa, o interesse de pesquiadores por esses experientes praticantes do oriente. O biólogo Francisco Varella e o filósofo da mente Evan Thompson são bons exemplos desse desbravamento. Por fim, vale ressaltar que a prática em si dos sonhos lúcidos não oferece o perigo, mas sim o praticante, caso não se informe adequadamente, poderá é claro incorrer em erros, como por exemplo querer praticar alguma técnica esdrúxula de privação de sonhos… o que sempre é contraindicada.

Uma recomendação especial: caso tenham interesse em alguma página que trate de significado dos sonhos ou algum dicionário do gênero,

recomendo a https://www.segredosdosonho.com.br/

Referencias Bibliograficas

VARELA, F. J., Rosch, E., & Thompson, E. The embodied mind: Cognitive science and human experience. Cambridge, MA: MIT Press, 1993.

THOMPSON, E. Waking, Dreaming, Being: NewLight on the Self and Consciousness from Neuroscience, Meditation, and Philosophy. New York: Columbia University Press, 2014.

Os sonhos lúcidos podem nos oferecer benefícios. Os limites disso apenas começaram a ser estudados. Entre os resultados promissores de pesquisas já realizadas e outras possibilidades promissoras, irei tratar no presente texto.

Benefícios dos Sonhos Lúcidos

Desenvolvimento de Habilidades

Em primeiro lugar, os sonhos lúcidos podem servir para melhora de performance em atividades que envolvam habilidades motoras. Foram conduzidas algumas pesquisas com resultados positivos, na Alemanha, boa parte delas por Daniel Erlacher¹. Desde a década de 80 essa tese já vinha sendo defendida pelo pesquisador alemão, Paul Tholey. Esses experimentos evoluíram consideravelmente nas ultimas décadas.

Prazer

Por outro lado, é inegável o caráter lúdico ou do prazer que o sonho lúcido pode proporcionar. Em outras palavras, mesmo para não praticantes de sonhos lúcidos, o prazer fica explícito como sendo uma das primeiras coisas que podem ser oferecidas no sonho. Seja reencontrando uma pessoa querida, realizar atividades sexuais ou desfrutar de cenários e personagens mirabolantes… o limite para isso sempre será a própria imaginação.

Liberdade

Entrementes, a liberdade que pode ser sentida no sonho lúcido, possui uma qualidade sem comparação. Só para ilustrar, quando estamos acordados, vivemos sob um regime de leis e convenções sociais típicas de uma espécie submetida ao convívio social. E de fato, precisamos desse regramento. Porém nos sonhos, especialmente nos sonhos lúcidos, não existirá qualquer tipo de restrição externa. Por conseguinte, o tipo de liberdade que será sentida ou vivenciada não terá comparação alguma. Uma espécie de liberdade absoluta.

Controle de Pesadelos e Autoconhecimento.

Os sonhos lúcidos podem servir para uma introspecção sem paralelo. No momento em que mergulhamos em um sonho, especialmente quando estamos lúcidos, temos a oportunidade de reconhecer elementos que costumam estar escondidos ou invisíveis durante a vigília (estado desperto). De tal sorte que será corriqueiro nos depararmos com personagens e objetos que nos causarão estranheza, alegria, medo, euforia, entre outros sentimentos… invariavelmente certas situações terão causas em nossas próprias razões de ser. Por qual razão essa criatura abominável continua me atormentando nesse ou aquele sonho?! Por que mesmo lúcido, esse tipo de cenário insiste em aparecer??

Em contraste com certos conceitos de sonhos lúcidos que envolvam necessariamente “controle dos sonhos”, defendo a ideia da concepção de sonho lúcido como “consciência no sonho”. Não apenas a consciência, mas a lucidez em elevado grau. Por isso a possibilidade de compreender melhor o que está se passando em nosso interior, afinal durante um sonho lúcido, estamos mais próximos do que nunca, do que realmente está acontecendo em nossas mentes.

Com relação a questão de controle de pesadelos, também defendo a ideia de que o sonho lúcido não deve ser entendido rasamente como controle obsessivo dos sonhos ou mesmo de pesadelos. Os pesadelos podem servir como uma oportunidade para tentar entender o que está se passando conosco.

Criatividade ou Resolução de Problemas

Durante o estado mental dos sonhos, podemos ter acesso a uma maneira diferente de pensar ou lidar com problemas. Existe uma extensa lista de cientistas que obtiveram benefício para seus estudos, por meio dos sonhos, escritores, poetas, músicos, pintores, inventores, entre outros, os quais se utilizaram dos sonhos para ter suas ideias criativas ou chegar a insights poderosos. Por exemplo o caso de Paul McCartney quando acordou com parte da melodia da música Yesterday. É a música mais regravada de todos os tempos! Elias Howe teve a solução para criação de sua máquina de costura de ponto fixo num sonho. Sua invenção causou uma revolução na indústria têxtil. Mary Shelley com a criação de Frankenstein. A cadeia de benzeno de Kekulé, quando sonhou com as cobras… Mendeleiev quando se esforçava para ordenar a tabela periódica e uma infinidade de outros exemplos.

Pesquisas da Mente

Por fim, os sonhos lúcidos estão sendo utilizados para pesquisas multidisciplinares, envolvendo neurocientistas, psicólogos e filósofos da mente. Procurar entender a natureza dos sonhos, sua finalidade, quais regiões do cérebro estão mais ou menos ativadas nesse estado mental… trata-se de um modelo muito precioso que está fornecendo caminhos instigantes para o estudo da mente, dos sonhos e da consciência.

Referencias Bibliográficas:

1 – Schadlich, M. Erlacher, D. (2018). Practicing sports in lucid dreams – characteristics, effects implications. Current Issues in Sport Science, 3:007. doi: 10.15203/CISS_2018.007

Em primeiro lugar a questão máxima: Qual é o primeiro passo para ter sonhos lúcidos? Acertou quem pensou naquela cama saborosa: a necessidade mais básica para quem se interessa por sonhos lúcidos é ter boa qualidade do sono. Contudo, em tempos de pandemia isso tende ficar fragilizado. Os sonhadores lúcidos ou onironautas de laboratórios de sono, sabem muito bem disso e se utilizam de bons hábitos de higiene de sono .

Nesse sentido, sempre achei curioso investigar o perfil dos sonhadores de laboratório. Outra curiosidade¹ desses sonhadores lúcidos experientes é que dormem rápido. A partir do momento em que deitam para dormir, por volta de cinco minutos já estão entrando em estado de sono. Isso mostra como estão afiados em dormir bem.

Photo by NeONBRAND on Unsplash

Qualidade do Sono

O sono fragilizado pode trazer consequências graves. Isso definitivamente não é algo que vai ajudar tanto a saúde como melhorar as chances de ter sonhos lúcidos. A razão dos sérios prejuízos para as chances de ficar lúcido nos sonhos vou explicar agora.

Começando pelo prejuízo nas chances de ter sonhos lúcidos. Qual o impacto de uma noite mal dormida? Lembre-se de que estamos tratando sobre suas chances de fazer a consciência surgir nos sonhos, com intensidade próxima ou equivalente ao estado desperto e ainda manter ela (a lucidez) durante esse estado mental. Ora, se naturalmente as vezes já parece fácil ser arrastado pela narrativa do sono, ser enganado em algum momento de lucidez, imagine com noites de sono em atraso.

Em outras palavras, nossa mente, assim como nosso corpo, ficam debilitados quando estamos dormindo mal. Há um enfraquecimento debilitante em diversos fronts. E mais: os maiores e melhores sonhos lúcidos costumam acontecer nas últimas fases de sono. Por volta da 6ª hora de sono a coisa começa apenas a esquentar! Daí para diante, passando pela 7ª, 8ª hora ou mais, pode-se atingir mais de 30, 40, 45 minutos dos nossos sonhos mais intensos e vívidos. Quer chegar no recheio do bolo? E chegar com todo apetite? Dormir bem é a melhor ideia.

Image by yabadene belkacem from Pixabay

Com relação ao prejuízo na saúde. Dormir mal provoca danos² ao sistema imunológico, cardíaco, hormonal, circulatório, entre outros. Uma noite de 4 horas de sono, para um adulto jovem e saudável, é capaz de destruir 70% das células “killer”/assassinas do sistema imunológico. O abalo cardíaco também se faz presente. Imaginar como esses danos ocorrem em quem é um jovem adulto bem condicionado já traz uma sensação ruim, agora imagine em quem não é…

Diante da péssima ideia de continuar prejudicando boas noites de sono, elenquei as principais dicas de higiene do sono orientadas por especialistas e pesquisadores: https://sonhoslucidos.com/higiene-do-sono/ e também está incluído um teste para averiguar a qualidade desse sono.

REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1 – Reality Testing and the Mnemonic Induction of Lucid Dreams: Findings From the National Australian Lucid Dream Induction Study (2017) American Psychological Association 2017, Vol. 27, No. 3, 206–231 1053-0797/17/$12.00 http://dx.doi.org/10.1037/drm0000059.

2 – WALKER. M. Por que nós dormimos. A nova ciência do sono e do sonho. Rio de Janeiro: Intrínseca. 2018

Desde 2008 em atividade, o site sonhoslucidos.com agora está com uma nova mídia em atividade: agora temos um canal no youtube! Periodicamente irei apresentar um vídeo o qual servirá para enriquecer o alcance e a troca de informações entre onironautas.

Requisitos básicos para ter sonhos lúcidos:

1 – Motivação

2 – Técnicas eficientes

3 – Recordação dos sonhos

Motivação

De acordo com Stephen LaBerge, mais importante do que uma grande vontade de ter sonhos lúcidos é acreditar que vai ter. Não se deve achar que é uma das coisas mais importantes da vida. Apenas a expectativa em mente de que conseguirá será fundamental.

Técnica Eficiente

Deve-se escolher pelo menos uma técnica de indução: MILD, WBTB, Tholey, WILD, FILD, Incubação, entre outras. A ideia é manter a prática de uma das técnicas e isso vai contribuir para que a expectativa do sonho lúcido se mantenha em mente.

Diário dos Sonhos

O nível de capacidade de recordação que LaBerge está tratando é aquela de conseguir se recordar de pelo menos um sonho por noite. Fazer um Diário de Sonhos irá ajudar muito nisso e ainda mais. Permitirá desenvolver uma familiaridade com a estrutura dos seus sonhos. Cada vez mais eles lhe serão ainda mais reconhecíveis, ao ponto de até naturalmente acontecer a percepção de que está sonhando, durante um sonho.

Por fim, para reforçar a importância do Diário de Sonhos, aumentar a capacidade de lembrar os sonhos, poderá impedir de que se esqueça que teve um sonho lúcido, no caso de acontecer. Num próximo texto, irei reforçar as melhores dicas para escrever e melhorar a memória dos sonhos.

Referência Bibliográfica:

LABERGE, Stephen. Lucid Dreaming: A Concise Guide to Awakening in Your Dreams and Your Life. Sounds True Inc. 2009. p. 17-20.

     Uma das áreas mais interessantes nas pesquisas sobre sonhos lúcidos, são os estudos que envolvem o aperfeiçoamento da performance em atividades físicas. Esse tema começou a ser tratado durante a década de 80, pelo psicólogo alemão Paul Tholey ¹. Seu interesse pelos tema dos sonhos e pela ciência desportiva não demoraram a se cruzar. Tholey de fato estava convencido de que era possível desenvolver habilidades motoras, através de treinamentos durante os sonhos lúcidos. Até hoje sua técnica de indução de sonhos lúcidos, é uma das mais praticadas ( ver Técnica de Tholey).

children-1822688_1920

   Algo bastante curioso sobre essa relação entre as pesquisas com sonhos lúcidos e a ciência desportiva é uma informação de um texto do pesquisador alemão, Daniel Erlacher², referente ao fato de que Paul Tholey era um experiente desportista. Tholey fazia experimentos em seus sonhos lúcidos, com o objetivo de melhorar suas habilidades em práticas como monociclos, skateboards, entre outros…

 

Paul Tholey
Paul Tholey praticando atividades que provavelmente exercitou durante seus sonhos lúcidos. https://www.luciddreamcoaching.com/post/2019/03/31/paul-tholey-practiced-complex-movements-in-lucid-dreams-advised-others-to-do-the-same

  Com o decorrer do tempo, mais pesquisas foram surgindo e as implicações dos resultados sugerem uma relação considerável entre o treinamento nos sonhos lúcidos e a melhora na eficiência de performance.

     Destaca-se, em especial as recentes pesquisas produzidas por Daniel Erlacher, Melanie Schadlich, Stumbrys, Schredl,Vergeer, Roberts, entre outros, relacionadas ao desenvolvimento de performance de atividades físicas, durante o estado mental do sonho lúcido.

    Além da melhora em habilidades que envolvam atividade física, como exercícios ou esportes, também foram verificados, de acordo com Schadlich³, indícios de benefícios como: aumento da flexibilidade, confiança, insights e emoções positivas.  Dentre os relatos selecionados dos atletas, encontra-se a possibilidade de praticar movimentos mais arriscados, a sensação de  experimentar e sentir execuções ainda não praticadas no estado desperto.

  O uso dos sonhos lúcidos, permite uma prática mais agressiva de exercícios como em downhill com bicicleta ou esqui. Descrições dos participantes, direcionam-se para uma experiência de sentir com mais intensidade e detalhes, os movimentos executados. Praticantes de diversas modalidades participaram do estudo (Schadlich, 2018), bem como nado, ginástica, karatê, taekwondo, alpinismo, entre outros…

     As pesquisas sobre os benefícios dos sonhos lúcidos para a prática de atividades físicas prosseguem. O aumento de performance, já foi objeto de publicação por aqui.

 

 

Referências Bibliográficas:

1 – Tholey, P. (1983). Techniques for inducing and manipulating lucid dreams. Perceptual and Motor Skills, 57(1), 79–90. https://doi.org/10.2466/pms.1983.57.1.79

2 – ERLACHER, D. (2018). “Complicated movements should be practiced in dreams” Paul Tholey about sports, lucid dreams and consciousness. International Journal of Dream Research, 11(2), 230-233. https://doi.org/10.11588/ijodr.2018.2.51340

3 – Schadlich, M. Erlacher, D. (2018). Practicing sports in lucid dreams – characteristics, effects implications. Current Issues in Sport Science, 3:007. doi: 10.15203/CISS_2018.007