Author

Márlon

Browsing

Essas férias estão me fazendo curtir pra caramba e meus sonhos lúcidos idem.
Ontem tive mais um. Talvez seja meu recorde de sonhos lúcidos num mês. 03 dias com sonhos lúcidos num mês… não lembro disso ter acontecido. E a média estava nesse ano em 01 sonho lúcido por mês. Desconsiderando os sonhos lúcidos sequenciais numa noite, claro.

.
Segue relato do pequeno sonho lúcido:
.
Numa cobertura de um prédio imenso, em uma bela e grande cidade, eu contemplava a visão panorâmica da cidade. Uma emergência começara a acontecer e rapidamente eu saí em direção a enorme janela que estava aberta.
.
Próximo de mim e a minha frente, ninguém menos do que Clark Kent, estava abrindo o seu paletó, surgindo aquele lendário S no tórax… maaaaaassss eis que eu dei um chega-pra-lá nele e avisei: “Pode deixar que dessa eu cuido!”
.
Meu uniforme era o do Capitão Marvel!! Sim daquele guri que grita “Shazam”! heheheeheh só que eu nem tinha pronunciado o nome. Passei a mil com meu uniforme escarlate, relâmpago no peito e levantei vôo sobre a metrópole.
.
Quando comecei a sobrevoar a cidade me veio a lucidez. Foi imediato. Acelerei meu vôo e fiquei fazendo acrobacias sobre a bela cidade.
.
Eram prédios e mais prédios, alguns bem altos e o ambiente era noturno. Experimentei voar em super-velocidade, desviando os arranhas-céus. Lembro de estar tentando permanecer lúcido esfregando
fortemente as mãos, mas logo acordei(ou tive um falso despertar?!).

Como estou de férias, acredito que o corpo e a mente mais descansados, foi o que permitiu esses dois novos sonhos lúcidos. Uma noite(ontem) após a outra(hoje).

29 dias depois!!

Dia 14 de junho havia tido meu último e SUPER Sonho Lúcido narrado aqui  no meu blog:

http://sonhosconscientes.blogspot.com/2010/06/o-super-sonho-lucido.html

Agora que estou de férias há quase 15 dias, consegui ter outro sonho lúcido.

Dessa vez demorei 29 dias.

Não foi um sonho longo, mas segue a narrativa:

Eu estava numa fila enorme pra usar o caixa eletrônico do banco. MUITA gente mesmo e tava tão puto da cara que decidi sair voando.

.

Voando?! Mas se tô voando… eu tô sonhando!!

Uhuuuuuuuuuuuu ebaaaaaaaaaaaaa! E lá fuuuuiii eeeeuuuuuuu….

Voando em alta velocidade, rasantes, percorrendo a cidade… e de repente tudo estava ficando escuro muito rápido, como naquele meu super-sonho-lúcido anterior.

Dei uma esfregada na mão em pleno vôo, mas não adiantou.

.

Tentei voltar para o chão, mas tbém não conseguia pousar.

Esfregava a mão e a iluminação no sonho aumentava muito pouco.

Abriam-se pequenos feixes de luz por entre as nuvens. Era uma iluminação muito pobre.

.

Lembrei da técnica do La Berge. De girar o corpo no próprio eixo. Mas havia o sério risco de acordar, pois nunca tinha tentado antes. E lá fui eu: VVUUSSSHHHHHH

.

Acordei na cama. Que melda! Lembrei que o La Berge dizia isso de dar os giros e sempre voltar pra cama dele. É ele voltava, mas era tipo um falso despertar… e enquanto eu pensava isso olhava na parede um quadro que ficava pulando de um canto pra outro. O quadro era o de um buraco na parede… ou era um buraco… e como diabos ele ficava saltando de um lado pra outro daquele jeitooooooooo…

Ah! Eu ainda tô sonhando!!!

Acordei de verdade.

Acordei meio contente por ter conseguido outro sonho lúcido e meio puto por ter caído tão fácil na armadilha do falso despertar. Sô macaco véio. Não devia ter perdido fácil a oportunidade.

Mais um, mais um uhuhuhuhuhehehehe

Santas feriazinhas que tão me permitindo descansar tão bem e sonhar feito loko!

Mais um sonho Lúcido!!

.

Rotina pré noite de sonho lúcido: havia jantado comida mesmo, coisa que não faço com frequencia. Comi dois pedaços de lazanha a bolonhesa, MUITA salada de tomate, poko d alface… bastante cenoura. Dormi cerca de 1:30h depois. Pela 0h.

.

O Sonho lúcido:

.

Eu caminhava por uma rua estreita e abandonada em uma grande cidade. Avistei dois traficantes fazendo negócios e decidi sair voando. Passei num rasante por eles em alta velocidade. Pela frente surgiram postes e fios de eletricidade. Meus velhos conhecidos problemas quando estou voando. Mas dessa vez eles me fizeram ficar lúcido!

.

Desviei deles e achei muito engraçado porque assim que atingi uma altura maior, encontrei fios ainda de calibre bem maior querendo cortar meu barato! Eu era só alegria, lembrando que esse sonho lúcido estava acontecendo na noite seguinte do meu anterior!

.

Contornei mais fios gigantescos e quando decidi pousar, senti uma imensa dificuldade. Por mais que me esforçasse(?) não conseguia pousar ou descer muito de jeito algum.

.

Senti uma certa sensação de impotência pelo fato de estar lúcido e não conseguir fazer algo tão simples, como pousar. Após mais algumas tentativas frustradas ficando de ponta-cabeça de um modo bem patético, encolhi minhas pernas e mentalizei a mesma sensação que a gente sente quando está caindo após um salto.

.

Foi perfeito! Desci e aterrizei como um autêntico super-homem! hehehehehe

A paisagem estava exuberante, com muitas árvores e jardins. Muito verde e colorido das flores. Era como se eu estivesse numa praça gigantesca e bem no centro de uma cidade… 18:28 (0 minutos atrás) excluir Már-Lon &

Decidi caminhar e após contemplar…

toda aquela beleza de paisagem, resolvi que queria experimentar dirigir uma moto. Logo em seguida encontrei uma na entrada de um prédio. Lembro que a encontrei, estando de costas para a frente do prédio, virar minhas mãos para trás e encontrar certinho os punhos da direção dela. Dirigi ela por pouco tempo.

.

Logo enquanto passeava com a moto, tudo começara a escurecer. Parei a moto e corri em direção a um prédio. Não queria acordar de jeito algum.

Procurava por uma porta. Desejei que do outro lado estivesse claro. E ao abrir pude ver uma claridade numa escadaria ao fundo. Atravessei o recinto correndo. Feliz da vida por estar ganhando mais um tempinho de consciencia no sonho.

.

Enquanto subia as escadas notara um vulto grande se aproximando. Fiquei bem curioso pois não havia desejado coisa alguma, fora a claridade. Ao terminar de subir fiquei aguardando o que/quem era.

.

Era um grupo de brutamontes. Fisiculturistas mesmo. Corriam num tipo de trote e pararam próximo de mim em formação meio militar. Aproveitei e questionei o mais próximo sobre o que eu precisava fazer pra atingir a forma física deles(eu tenho me dedicado o que posso pra perder banha, correndo e na musculação). A resposta veio na lata:

-“Tens que treinar pesado e fazer abdominais.”

E daí os caras continuaram a corrida deles. Aproveitei e saí correndo tbém. Só tava achando meio gay a coisa porque não tinha mulher ali malhando. Foi só desejar a presença de mulheres que paramos próximo a um riacho. Do outro lado uma fileira de belas mulheres parecia nos aguardar. E se juntaram a nós. Daí acordei. ;P

Controle de Sonhos:
.
É mais comum do que se imagina a gente manipular um sonho. O que afinal é controlar um sonho? É conseguir interferir, manipular ou transformar as coisas que acontecem naquela narrativa.
.
Para fazer isso não é necessário estar consciente de que tudo não passa de um sonho. Simplesmente, baseado em nossos desejos, passamos a exercer interferências ou manipulações sobre o ambiente e as coisas nos sonhos. Podemos atravessar paredes; quando não conseguimos correr, saímos voando!  Os piores pesadelos podem ser destruídos com raios flamejantes ou ainda transformar nossos terríveis algozes em aliados… e por aí vai!
.
.
X
.
.
.
Sonhos Lúcidos:
.
Sonhar lucidamente ou atingir a consciencia de que tudo por ali não passa de mero sonho. Nesse estado somos capazes de vivenciar nossas criações mentais ou nossas representações oníricas, mas não necessariamente conseguindo controlar ou interferir manipulando o que está presente.
.
São coisas diferentes, mas que podem acontecer em conjunto ou não. Exemplo comum é obter um sonho lúcido e ficar tentando voar sem conseguir sair do chão. Desejar ter uma experiência sexual, mas não conseguir criar a personagem! Pode ser bem frustrante. 
.

Depois de exatos 35 dias sem um sonho lúcido eis que…
… tive um dos melhores e pelo menos maior sonho lúcido até agora. Vou descrever como foi a rotina antes de obter o sonho lúcido:
.

Fui dormir pela 1 da matina, meio cansado e lendo livro da faculdade(Crítica da Razão Pura, do Kant). Tomei um chá de camomila com mel pela meia-noite.

.
Era umas 8 da matina e fui acordado com uma ligação pra mim. Um abacaxi enorme que me tirou o sono. Levantei, engoli uma bergamota(ou pocan ou tangerina ou vergamota).
.
Depois vim para o computador, fiquei por quase 2h. Bateu sonão e mais esse frrrrio curitibano corri pra debaixo das cobertas. Dormi q nem pedra. Eis que…
.
Eu estava numa montanha, próximo do topo e caminhando por ali percebi que estava sonhando. Meu corpo estava incrivelmente pesado. Não conseguia mais me movimentar direito. Nem voar, nem caminhar ou correr. Pensei se tinha alguma relação com paralisia do sonho… então resolvi que ia ficar gigante. Aumentar de tamanho! Ergui os braços pra cima e fiquei maior do que a montanha! kkkkkkkkk Então acordei.
.
Acordei numa calçada?! Mas estava tudo muito escuro. Saquei de cara que não tinha acordado não e ainda estava no controle da bagaça. Apesar da claridade estar péssima. Comecei a esfregar as mãos. E… nada… nada… rgghhhh  tudo muito escuro! Pensei em dar uma girada no próprio eixo como o Stephen LaBerge descreve no livro dele… mas fiquei com medo de acordar.

.
Tava me sentindo tão fodão por me manter tanto tempo lúcido que não queria correr grandes riscos. Mas ainda tinha que resolver a falta de claridade no sonho. Comecei a dar uns golpes de Kung Fu pra lá e pra cá. Era um baita calçadão que eu tava, cinzento, tipo asfalto. Dei um salto enorme e parei numa paredona. Daí corri nela lateralmente kkkkkkkk mas tava sentindo meu corpo pesando de novo.
.
Voltei pro chão normal, lá na calçada e comecei a correr pensando em como isso poderia ajudar minhas corridas quando acordado(voltei a correr dias atrás).
.. nas corridas quando acordado. Eu me sentia inundado de prazer e fiquei preocupado se não podia me dar um derrame ou algo assim! rsrsrsrs afinal parecia ser meu recorde de tempo lúcido num sonho! Sim tinham coisas que eu queria experimentar nos sonhos lúcidos e enquanto pensava nelas reparei como tudo tinha ficado mais claro e nítido. Santa corridinha! Uma das coisas era fazer musculação no sonho.
.
Estiquei meu corpo e comecei umas flexões de frente sobre o solo… 1,2,3,4… fazendo bem devagarzinho e sentindo meus musculos no exercício. Reparei que havia um jardim dos dois lados da calçada. Flores bem bonitas. E comecei a pensar o que mais eu queria fazer no sonho lúcido. Ahá!! Tinha o tópico da comunidade do orkut, dos “Desafios Lúcidos”.
.
O Desafio que eu mesmo tinha proposto – meses atrás acho – era o de encontrar um alienígena e fazer umas perguntas pra ele.
.
Levantei-me. Admirei um pouco mais todas aquelas flores e comecei a caminhar em direção a uma casinha de madeira, estilo bem tradicional, interiorana, pintada num amarelo envelhecido e bem bacana. Pensei que dentro dela iria encontrar o alienígena. Era só usar minha [b]INFALÍVEL TÉCNICA DAS PORTAS[/b].
Só que eu não conseguia achar porta alguma! Tinha umas janelinhas… e quando estava chegando perto da frente da casa, resolvi me virar de costas e ir tateando até encontrar um trinco e…TCHARAAAAAMMMM! Peguei num! 
.
Virei-me, abri a porta e ao olhar pra cozinha vi a sombra do figura. Mais no canto parecia um casal de velhinhos… e daí vi.
Rapaiz… era maior que a geladeira. Marron, em vez de boca e mandíbula, tinha um MONTE de tentáculos. Dois olhos enormes, pretos. Braços compridos e bem articulados. Era uma aparencia pra assustar. Mas só pensei na pergunta. Pelo menos uma eu vou conseguir fazer:
“- Vocês já fizeram contato conosco?”
Ele acenou com a cabeça para cima e para baixo.
****
Acordei o_O

Todas as vezes que consegui ficar lúcido num sonho, a primeira sensação sempre foi a de uma tremenda euforia. Em seguida, quando esse entusiasmo todo não fazia acordar logo de cara, a curiosidade tomava conta e assim o desejo de fazer as experiências mais mirabolantes como: atravessar paredes, lançar raios, voar, fazer sexo, criar personagens, tornar-se algum personagem, encontrar números da sorte, obter respostas de problemas, olhar-se num espelho, dançar na frente de um espelho, fazer entrevistas… e até hoje a empolgação de continuar fazendo mais experiências só aumenta.

Uma coisa importante é que conquistar a consciencia nos sonhos não é algo difícil de se conseguir fazer. Com simples anotações de sonhos num diário e um pouco de leitura sobre uma das inúmeras técnicas(qualquer um pode escolher ou desenvolver uma que lhe seja mais compatível) já é possível obter sonhos lúcidos.

O que é mais desafiador é conseguir aumentar a frequencia desses sonhos e conseguir permanecer por mais tempo no estado de sonho lúcido. Principalmente porque um dos fatores é não ir dormir muito cansado.

Hoje na madruga foi espetacular!

Como já comentei por aqui da minha dificuldade pra lembrar dos sonhos, voltei a anotar eles num caderno, sempre próximo a cama.

Nessa madrugada fui obrigado a levantar as 3 da matina(compromisso pessoal). Qse 1h depois pude voltar a dormir.

Acordei no maior breu. Escuro pra caramba mesmo. Ao me erguer consegui ver dois vultos na sala que estavam desaparecendo… e aí caiu a ficha de que estava no meio de um sonho. Tudo estava se apagando muito rápido e só deu tempo de disparar um raio no vulto mais próximo que era feminino. Eu queria fazia muito tempo soltar um raiozinho num sonho e foi o que me veio na hora.

Procurei me acalmar e continuei na caminha, procurando voltar a sonhar de novo.

Acordei novamente dessa vez com um barulho estranho. Fui atá a janela e a escuridão era absurda. Olhei em volta e pensei se era outro sonho. Deu vontade de sair voando pela janela… mas tava tão real que dei uma acovardada… fui em direção a porta do apê e notei que não caminhava mas flutuava beeem rápido.

Atravessei a porta e no corredor do prédio tudo estava mais escuro ainda. Decidi que entraria em outro apartamento e que lá dentro estaria iluminado. Fiz meia volta em direção a outra porta e ao atravessar ela entrei num pequeno corredor com bastante luz ao fundo.

Na sala de entrada havia uma televisão pequena, transmitindo a imagem de um zumbizão que saltitava muito estranho. Atrás da tv me deparei com um espelho gigantesco que cobria toda parede. Foi quando me vi com a mesma roupa q tinha ido dormir!

Tudo estava impecavelmente igual a minha roupa q tinha ido dormir e o meu rosto é que estava mais sombrio. Minha barba mais negra, mais olheiras e o cabelão mais comprido. Achei tudo aquilo divertido demais e comecei a dançar, no estilo do zumbi. “Uhaaaaaaa tô dançando pela primeira vez num sonho lúcido!! hehehehehe eqto dançava até pensei em plantar bananeira(exercício comentado nos desafios lucidos) mas tava tão divertido dançar e me ver no espelho que fiquei por ali mesmo e vendo o zumbi louco na tv kkkkkkk