Author

Márlon

Browsing

Após muitos meses, tantos que perdi a conta, finalmente voltei a ter um sonho lúcido.
Mais uma vez, foi numa situação em que dormi bastante, não fui dormir muito cansado, mas com aquele soninho já se aproximando.
O sonho lúcido aconteceu assim:
Saindo de dentro de uma casa, um sobrado grande e imponente e eu morava nele. Após resolver alguns problemas ali dentro, comecei a caminhar numa rua. Ela tinha um asfalto estranho, em que os contornos laterais não eram retos como numa rodovia comum. Eram bem tortos até. Mal acabados. E era uma estrada bem comprida. Não via o fim dela. Estranhei tanto o fato de sair daquela casa que era familiar e desconhecer aquela rua que me veio a idéia de tudo ser um sonho.
Fui tomado mais uma vez por uma sensação de alegria bem forte. Pensei em fazer testes de realidade. Olhar para mão… não… não to afim de ver mais dedos tudo amontoados. Eu sei que estou sonhando. Não preciso de testes! Por outro lado tbém não quero voar. Chega de voar. Parece que é só isso que sei fazer. Então… deixa eu ver mais essa rua.
Caminhei, era uma rua bem incompleta mesmo. Inacabada. Voltei para dentro daquela casa. Minha intenção era rever os personagens e problemas que ali estavam. Acabei tendo um falso despertar.

Controle de sonhos, lucidez e incubação.
Vamos começar visando esclarecer as diferenças entre incubação de sonhos, controle de sonhos e sonhos lúcidos.
Incubação de sonhos:
Trata-se de uma interferência direta no tema ou tipo de sonho que se quer ter. Normalmente quando há uma situação-problema de difícil solução é uma ótima ferramenta pra se recorrer. Especialmente quando a técnica está bem desenvolvida. É possível sonhar com a solução ou algo muito próximo que leve a refletir sobre a solução ao acordar.
Controle de sonhos x Sonhos lúcidos:
Segue uma idéia de diferenciação simples entre sonhos lúcidos e controle dos sonhos:
É perfeitamente possível estar lúcido num sonho, mas não possuir controle sobre ele.
É perfeitamente possível controlar coisas num sonho, mas não estar lúcido nele.
Controle dos sonhos:
– Há o poder do sonhador em manipular, interferir, controlar o que acontece. Pode moldar o sonho de acordo com sua preferência.
-Pode-se vencer pesadelos. Se utilizar de capacidades como a de voar, atravessar paredes, disparar raios etc..Pode-se fazer tudo isso mesmo não estando consciente de que tudo é um sonho.
Sonho Lúcido:
– Com o sonho lúcido ou consciente se atinge a consciência de que tudo o que está acontecendo não passa de criação mental do próprio sonhador. Vive-se o sonho com a lucidez sobre isso.
– O sonho lúcido não implica necessariamente no domínio sobre o que acontece. Pode não existir controle algum e o sonhador apenas curtir a intensa consciencia de que tudo é um sonho.
Incubação de sonho:
– Trata-se do tipo de sonho que é induzido pelo sonhador.
– Há vontade do sonhador de sonhar com algum tema, personagem, problema etc.. e isso é concretizado através de indução.
Versão resumida de como incubar um sonho:
1. Anote sua pergunta ou tema que deseja, antes de ir dormir.
2. Repita-a para si mesmo até cair no sono.
Obs: lembre-se que é crucial não estar cansado demais, manter um diário para anotação e acordar no horário mais adequado em que vc se lembre dos seus sonhos.

Ultima semana de férias…(29/07/2008)

… como é a derradeira semana antes de voltar a velha rotina, sigo tentando conseguir mais sonhos lúcidos e nessa última noite consegui o começo de um:Estava no ap com minha amada e lembro de olhando pro chão, agachado, ter despertado de repente. Percebido que era um sonho. Ao me erguer lembro que fiz uma força danada. Estava me sentido muito rígido. Olhei pra parede e havia uma placa muito estranha, procurava manter a concentração que era um sonho e ler o que estava escrito. Havia uma alça no meio dela e algo escrito. Não resisti e fui tentar ler o que era. Então senti me desconcentrando e acabou acontecendo um falso despertar.Fiquei puto da cara por não ter percebido. Pior o falso despertar acabou se transformando num sonho com super-heróis e qualquer possibilidade de me concentrar foi pro beleléu! rsrsrsrsrs

Finalmente voltei a ter outro sonho lúcido!!02/05/2008
Decoração exótica
Nossa, passei o dia vez por outra repassando as cenas do sonho lúcido que tive. Já tinha se passado mtos meses desde meu últmo.Todas as condições e circunstâncias já relatei num outro tópico, mas vale ressaltar que eu não fui dormir mto cansado ou com mto sono e que dormi até dizer CHEGA.Bem, a vontade e sem grandes preocupações.Lá vai: 02″ Estava na casa de um velho amigo de infância e a esposa dele me mostrava a grande sala de entrada do seu trabalho(uma academia pra malhação).Havia nessa sala, adornos com peças e decorações orientais… coisas bem bacanas e criativas e… qdo de repente observava certos quadros, pequenos quadros orientais na parede, com escritas orientais, algo me chamou mto a atenção de que aquela decoração não combinava com uma entrada da academia p/ malhar! Nossa. Foi como se um raio caísse em mim! Lembro que meu primeiro pensamento foi: aaaaaaahhh! Nossa! Finalmente consegui de novo! Comecei então a caminhar pela sala e curtir a lucidez, intensa pra caramba, mas logo em seguida, percebi que tudo estava começando a escurecer e rapidamente olhei para minha mão, lembrando de uma técnica que eu havia lido aqui nessa comunidade sobre contar os dedos da mão p/ manter a lucidez… ” mas não segurou o sonho não e então acordei :(Foi mto bacana, mesmo q tenha sido tão curto o sonho. Acho q na verdade já faziam anos desde a sequencia boa de sonhos lúcidos q eu tive(já relatados aki).

” Estava na casa dos meus pais, durante uma noite quando atravessando a copa, num silêncio absoluto, tive uma sensação bem intensa de que aquilo era um sonho. Como havia prometido para mim mesmo de que no próximo sonho eu faria algo que ainda não havia feito, resolvi que iria voar o mais alto que pudesse. Caminhei em direção da saída da casa, passando pela garagem e ao chegar no meio da rua joguei os braços para cima e alcei vôo numa tranquilidade inabalável. Com o pensamento fixo de voar pra cima e pra cima, sem parar!Fui ganhando altura cada vez mais rápido. De repente tudo ficou muito escuro e então me vi mergulhado em pleno espaço. Viajava numa velocidade grande e o brilho das estrelas me envolvia por todos os lados. Fui tomado por uma sensação embriagante, de gozo mesmo, pois era uma das coisas que eu sempre queria ter feito. A riqueza dos brilhos das estrelas só ia aumentando cada vez e proporcionalmente a euforia também, quando por fim acabei despertando.”

Eu estava numa casa, com meu quarto num sótão e percebi um movimento estranho numa casa visinha. Fui dar uma espiada pela janela, mas quando percebi que haviam me descoberto espiando parei. Aliás fiquei assustado e corri escada abaixo da casa.
Ao sair da casa fui tomado por uma sensação bem forte de que aquilo era um sonho!Então ignorei minha preocupação sem sentido e decidi curtir minhas fantasias do sonho.Ah! Que maravilha!… Sai flutuando vagarosamente e avistei uma moça de uma beleza deslumbrante. Estiquei a mão ao passar por ela e a carreguei nos meus braços.
O calçadão no centro da cidade pelo qual flutuavamos de repente ficou rodeado de construções magníficas e levei minha bela moça para curtir o passeio por dentro daquelas construções que lembravam e muito catedrais.Haviam desenhos estilo Michelângelo nas paredes e tornavam tudo de uma beleza fantástica. Depois fui tentar manipular o ambiente, mas não consegui. Tudo de repente ficara estático, sem qualquer alteração ou movimento. Mesmo assim decidi continuar explorando, mesmo sem manipular. Foi uma experiência inesquecível.