Tag

Como Enfrentar Pesadelos

Browsing
Existe um período ao adormecer e outro próximo do despertar, em que podem ocorrer alucinações. Tão fortes ou mais poderosas do que qualquer sonho ou pesadelo, essas alucinações podem de fato impressionar o sonhador desavisado. Especialmente para aqueles que alguma vez praticaram o método WILD, não é incomum acontecerem em conjunto com a paralisia do sono e de “bônus”, algum zumbido, barulho, gritos e afins!… Parecem bem apetidosas essas experiências não?! Segue definição.
Assombrações, Aliens, Demônios e afins podem povoar as experiências alucinatórias do sono.

Alucinações hipnagógicas: tipo especial de alucinações visuais que ocorrem ao adormecer. Nem sempre têm significado patológico, podendo, contudo, acontecer na narcolepsia.

       Alucinações hipnopômpicas: tipo especial de alucinações visuais que ocorrem ao acordar. Geralmente não têm significado patológico.

Exemplo de alucinação hipnagógica:

“Eu estava de férias na casa da minha irmã em Salvador, lendo um livro, quando dei uma bela cochilada!…  De repente visualisei meu corpo encurvado no sofá da sala, segurando um controle remoto. Simplesmente não conseguia soltar o controle da minha mão ou sequer fazer qualquer movimento. E como diabos eu poderia estar ali naquele sofá se eu estava lendo um livro no quarto?! Ah! Estou sonhando! Acordei em seguida.”

Exemplo de alucinação hipnopômpica:

“Sentia meu corpo totalmente imobilizado e ao mesmo tempo conseguindo visualizar o que estava em volta… minhas cobertas, o armário, as cortinas, mas eu continuava ali, preso no meu corpo! De repente as cobertas começaram a se mexer e se levantar sozinhas!… Era uma coisa assombrosa ver aquilo. Cada vez mais alto, as cobertas começaram a se erguer, como se um fantasma estivesse ali me aterrorizando. Minha desesperada conclusão foi: paralisia do sono e alucinação. Fui inundado com uma sensação incrível de poder e larguei uma terrível gargalhada histérica(na alucinação pois ainda estava paralisado) que fez as cobertas despencarem, para mergulhar nos sonhos novamente.”
    Corriqueiramente é possível encontrar relatos de pessoas que descrevem fantasmas, aliens, vultos e assombrações. Por vezes os zumbidos, barulhos e gritos. Quando a experiência está acompanhada de sensações de pressão sobre o corpo, incapacidade de se mexer durante a situação, invariavelmente está presenciando a rigidez do sono. Significa que está sendo capaz de manter a consciência ativa o suficiente para agregar na alucinação(ou mesmo durante o sono) a sensação fisiológica atual do corpo.

Fontes:
https://www.sonhoslucidos.com/2011/01/o-que-e-paralisia-do-sono.html
http://www2.uol.com.br/vivermente/reportagens/ataques_de_sono_imprimir.html
http://www.boehringer-ingelheim.pt/songhanight/glocario/glos1.htm

      É a pergunta mais elementar da área dos sonhos lúcidos. Talvez não muito simples de ser compreendida por alguns, num primeiro momento, mas há formas de responder, com extrema simplicidade e que facilitam a compreensão.
      Aqui vai minha predileta:
      – Sabe aquele pesadelo que te atormenta, parece não haver escapatória, o monstro ou o perigo está prestes a dar cabo da tua vida e… de repente tu percebe que é apenas um sonho e decide acordar???
      – Pois é! Em vez de acordar, basta permanecer no teu sonho com essa percepção: “caramba é tudo um sonho e eu estou aqui experimentando, vivendo a experiência do sonho, consciente de que é um sonho!”



Sonho lúcido é viver a experiência de um sonho enquanto se mantém a consciência de estar apenas sonhando.



      
         Ter um sonho lúcido é experimentar o estado dos sonhos, mantendo a consciência de que tudo é criação da própria mente.Trata-se de um sonhar acordado. Sabe-se que por mais maravilhoso e deslumbrante  que tudo pareça, não passa de mera criação mental própria, seja do consciente ou do inconsciente.
        Ainda que todo esse universo paradisíaco aconteça apenas dentro da nossa própria mente, o espetáculo jamais deixa de nos impressionar. Nosso cérebro carrega uma quantidade praticamente infinita de informações, memórias(grande parte delas oriundas do inconsciente), experiências e acrescente isso tudo, a uma imaginação que surge muito, mas muito mais poderosa do que na vigília(quando estamos acordados)… o resultado é monumental. Uma descrição bem aproximada seria a de uma “Matrix particular dentro da tua cabeça”.
        Provavelmente ao ler esse último parágrafo, muitos já devem estar lembrando de filmes como Vanilla Sky, Repo Men, Sonhando Acordado etc.. e é exatamente disso que se trata: o mergulho da nossa consciência dentro da própria mente. A oportunidade fantástica(e de graça) de desbravar todo um território novo que vem sendo rigorosamente pesquisado após as comprovações científicas em laboratórios do sono da década de 80.
Alan Worsley foi o primeiro sonhador lúcido a conseguir se comunicar com os cientistas, durante o estado mental dos sonhos(em um laboratório do sono), através de movimentos com os olhos.
        Nas palavras de Stephen LaBerge*: “Em termos gerais, uma pessoa está agindo conscientemente quando sabe o que está fazendo e é capaz de descrevê-lo explicitamente. Portanto, se quando está sonhando a pessoa for capaz de dizer a si mesma: “Agora estou sonhando”, na realidade está consciente.”
* Fonte:
LABERGE, Stephen. Sonhos Lúcidos. 1985 pg. 08

Ed. Siciliano Livros, Jornais e Revistas Ltda. 1990(esgotada)

Sonhos ruins ou pesadelos definitivamente não são a melhor companhia numa noite de sono. Quando são recorrentes então, tornam-se muitas vezes aterrorizantes. 
Os sonhos lúcidos são a melhor alternativa para enfrentar pesadelos. Uma vez que se consiga atingir a consciência ou lucidez dentro dos sonhos, a habilidade de desenvolver o controle dos sonhos fica iminente.
.
Antes de qualquer tentativa de buscar se livrar deles é importante considerar que de alguma maneira eles podem estar relacionados ou diretamente relacionados com a vida do sonhador. E eliminar eles pode ser apenas atacar os sintomas de algo mais enraizado na esfera psíquica ou psicológica. Simplificando, pode ser que tua mente esteja procurando te mostrar que algo não vai bem e que um mergulho introspectivo na caça da solução desse(s) problema(s) seria bem-vindo.

Assim como há  histórias marcantes na ciência, do quanto os sonhos podem contribuir na soluções de grandes problemas científicos, invenções espetaculares ou criações artísticas, é inegável o valor de contribuição que apresentam face a identificação de problemas ou crises pessoais que atravessamos. A psicóloga PHD Gayle Delaney, no seu livro “O Livro de Ouro dos Sonhos”, ao mesmo tempo que ensina técnicas de enfrentamento dos pesadelos, deixa bem claro sua posição quanto ao valor desses sonhos ou pesadelos e a necessidade de buscar entender o que se passa na realidade com o sonhador.

Em suas palavras:

Muitos autores sugerem que sempre que você tem um sonho ruim deve tentar ficar lúcido e transformá-lo em um sonho bom. Com muito poucas exceções, eu discordo dessa atitude(Poliana) de controle do sonho lúcido. Em geral, quando você tem um sonho ruim, é porque algo ruim está acontecendo em seu íntimo e em sua vida. Na maioria das vezes nossos sonhos ruins nos oferecem as melhores, mais diretas e exatas informações sobre sentimentos atitudes e situações que estão nos causando problemas. Despertos, freqüentemente fechamos nossos olhos a essas coisas  e nossos sonhos são como um alarme de incêndio que não deveríamos desarmar. Veja o exemplo simples do pesadelo de um fumante que sonha que está recebendo o diagnóstico de que tem um câncer de pulmão inoperável. Esse tipo de sonho pode assustar o bastante as pessoas para que parem imediatamente de fumar. Se esse sonhador mudar essa trama para uma em que está passando um dia na praia, poderá acordar assustado o bastante para largar o vício? Duvido. O mesmo é verdadeiro para sonhos ruins mais complexos que lhe mostram comportamentos, atitudes e relacionamentos emocionalmente autodestrutivos. Se você tem esses sonhos e não está clinicamente deprimido ou sofre de estresse pós-traumático, que pode fazer com que você e seu processo de sonho entre em uma rotina, sinta-se grato por esses sonhos. Tentar compreendê-los pode salvar sua vida, ou aumentar muito sua felicidade.”



Método Tholey para adquirir a consciência nos sonhos ou pesadelos:
https://sonhoslucidos.com/uncategorized/mtodo-para-aumentar-suas-percepes-nu/
Os sonhos lúcidos são 
Posteriormente adicionarei outros métodos para controle de sonhos ou pesadelos.