Tag

Incubação de Sonhos

Browsing
A idéia de uma das possíveis funções dos nossos sonhos, como simulador de realidade e preparação para enfrentar as dificuldades do dia-a-dia não é novidade para quem curte a área dos sonhos. Uma reportagem fascinante, apresentada pelo neurobiólogo brasileiro Ph.D, Sidarta Ribeiro, na revista Mente e Cérebro, dá o exemplo do sonho premonitório do chefe indígena Touro Sentado:
No dia 25 de junho de 1876, o poderoso 7º regimento de cavalaria do general George Custer realizou um ataque-surpresa a um grande acampamento dakota, esperando encontrar apenas velhos, mulheres e crianças. Entretanto poucos dias antes Touro Sentado havia sonhado com uma chuva de homens brancos caindo como gafanhotos sobre a relva. Por essa razão, reuniu secretamente, perto do acampamento das famílias, cerca de 2 mil guerreiros de diferentes etnias dakota. Para horror da imprensa americana que acompanhava com frenesi os extermínios de acampamentos indígenas liderados pelo famoso general a improvável profecia de Touro Sentado realizou-se. Diante da resistência dos dakota, o regimento se desesperou e bateu em retirada através de terreno aberto desconhecido. Após um feroz mas rápido combate, Custer e seus soldados, incluindo dois de seus irmãos, um sobrinho e um cunhado, foram impiedosamente massacrados na campina verdejante de Litle Bighorn.”(1)

Touro Sentado(1831-1890), ícone da resistência indígena que liderou a vitória sobre o general Custer.


Aquela reportagem na revista Mente & Cérebro já havia me chamado bastante a atenção. Essa semana,   ao me deparar com com uma reportagem superficial, mas interessante, na revista Isto É, sobre premonição(2) e mais uma entrevista com a Beverly D’Urso, também sobre o tema, resolvi fazer uma experiência diferente.
Reunindo a capacidade natural do cérebro de incubar temas de sonhos e simulação/preparação para a realidade, tentei programar minha mente, considerando os dados disponíveis, para  descobrir a data de mudança do meu local de trabalho.

Tudo que sei até agora se resume no seguinte:
– A mudança de nossa área de trabalho envolve centenas de pessoas(próximo de 1.000 pessoas).
A data oficial é previsão para o 2º semestre de 2011, desde o final do ano passado e já sabemos o local.
– Há boatos de que a mudança aconteça antecipadamente em maio de 2011.
– Outros boatos apontam para outubro, junho e talvez dezembro de 2011.
Usando a incubação de sonho, como brincadeira de usar a mente como simulador de possível realidade futura. Na foto, um dos mutantes mais fantásticos da série Perry Rhodan, viajante do tempo e espaço: Ernst Ellert.

A relevância dessa mudança(envolve perda do adicional noturno e deslocamento mais difícil na cidade) é grande para maioria dos amigos e colegas mais próximos e claro para mim. Pensando nisso, resolvi brincar com meu simulador mental, para ver se ele consegue acertar qual mês isso vai acontecer.




Surpreendentemente, eis o sonho que tive:
“Estava na minha faculdade(Filosofia UFPR), em uma estranha disciplina que o projeto de avaliação ficava em função de plantar uma árvore, desde a semente. Havia várias opções de espécies. Optei por uma que cresceu muito rápido. De fevereiro até abril ela já tinha virado uma pequena árvore, estilo bonsai. 

        Aconteceu algo ruim e quando fui mostrar para o professor que parecia um professor novo, substituindo a professora… meu Cupuaçu estava destruído. Cortado bem próximo a base. A terrinha no fundo era todo de uma grama especial e a base se resumia a um tipo de gaiola. Mostrei para o professor que eu havia questionado de não precisar de haste de sustentação, pois havia crescido muito rápido e sem precisar disso.
       Questionei o professor sobre a data que ficaria pronto se eu plantasse novamente… e ele me respondeu que estaria pronto em junho.

Retornarei a esse tema no futuro(após o mês de junho) para informar se minha mente acertou o cálculo da data.



            Essa piração toda, lógico, não passa de uma brincadeira… mas se a mudança acontecer em junho, conforme a resposta que consegui na minha incubação de sonho… vai ser muito divertido ver a cara de surpresa do pessoal do trabalho, pois comentei com alguns minha experiência… assim como deixo o registro no blog para posterior conferência.

Fontes:
(1) – RIBEIRO, Sidarta.. Mente & Cérebro.Ano XVIII, nº 213. Para que servem os sonhos?. pg 28-35.
(2)-http://www.istoe.com.br/reportagens/127023_A+PREMONICAO+SOB+A+LUZ+DA+CIENCIA?pathImagens=&path=&actualArea=internalPage 

            Stephen King é citado por Gayle Delaney(1), como sendo capaz de incubar sonhos e usar a técnica para criar suas histórias. O livro Insônia por exemplo, ele alegou que não conseguia fazer o desfecho, até que incubou seu sonho:

Stephen King relata se utilizar da incubação de sonhos para suas criações literárias.

“Eu acho que, logo depois que adormeci, meu subconsciente começou a trabalhar e finalmente enviou-me esse sonho, como você enviaria a alguém uma mensagem em um tubo de ar comprimido”.(2)

        A maioria das pessoas em algum momento da vida talvez já tenha incubado um sonho. Nas palavras da supra-citada autora, caso você tenha ido dormir pensando em um problema e acordou na manhã seguinte com a solução… você já incubou um sonho!

        Uma das formas mais simples de incubar um sonho é através de uma oração. Evidentemente que funcionará muito mais fácil para as pessoas mais religiosas ou espiritualizadas. Para testar, basta antes de dormir, efetuar uma oração pedindo algo para Deus ou a entidade de sua religião/crença.

Possuir um lado espiritual ou religioso pode ser um meio para realizar incubação de sonhos.

          Agora, vamos ao método Delaney. Esse método dela, foi inicialmente pesquisado de 1973 a 1974, onde seus alunos conseguiram sonhar com o tema escolhido por critérios deles, em 8 vezes de 10 tentativas.

Passo 1: Escolha a noite certa.
  – Deve-se escolher uma noite em que não se sinta muito cansado. Evitar o uso de alcool ou agentes químicos que possam interferir no ciclo normal do sono. e mais 10 min para a manhã seguinte(preferencialmente no diário de sonhos).

Passo 2: Anotações diárias.
 – É necessário 5 a 20 min para anotações antes de dormir. Procurar escrever 3 ou 4 linhas sonbre o que fez e como se sentiu durante o dia. Quais foram os temas essenciais que mais envolveram suas emoções? Fazer anotações sobre reflexões e sensações percebidas ajudarão a ter melhor lembrança dos sonhos.

Passo 3:Discutir a incubação.
 –  É preciso examinar com cuidado o tema ou problema que será incubado no sonho. Levantar aspectos peculiares que podem estimular a atenção sobre o tema. Formular questões que provoquem reflexões.

Passo 4: Frase de incubação.
 – Anote no seu diário uma questão ou pedido de uma linha que signifique seu desejo mais profundo e claro de compreender a dinâmica de sua situação.
Ex: “Por favor me dê uma idéia para minha próxima música”.

Passo 5: Repita para si mesmo sua frase de incubação ao adormecer.
– Diário de sonhos no lado da cama, abajur desligado e olhos fechados…
…agora se concentre na frase de incubação. Imagine estar prestes a configurar um cenário na sua mente onde servirá de resposta ao tema desejado. Como um CLOSE-UP de câmera você dirge-se ao ponto de interesse, onde está a solução ou resposta ao pedido de sonho. Você está no controle dessa câmera, enquanto sua consciência se volta para o tema incubado.

Passo 6: Durma.

Passo 7: Registre.
 – Seja no meio da noite ou da manhã anote o que lembrar.

Passo 8: Não tente forçar seu sonho a responder ansiosamente.
Siga anotando e repetindo os passos. É muito comum experimentar um sonho incubado logo na primeira tentativa.

Gayle Delaney, Ph.D, uma das maiores autoridades no estudo de interpretação dos sonhos.

        Assim que a incubação de sonhos fluir com frequencia, a idéia que estou propondo é a de fixar o tema de incubação para “Quero manter minha consciência num sonho“. Que é o PASSO 4, da frase da incubação.
       
Vou experimentar essa idéia e relatarei os resultados nos comentários desse texto. Quem quiser se aventurar junto, seja bem-vindo!

Observação:
Tomei a liberdade de alterar um pouco a descrição do método da autora. O método está um pouco alterado, considerando o objetivo da autora em se aprofundar no subconsciente, através do “Método da Entrevista a Respeito dos Sonhos”. Como nosso objetivo é somente aprender a incubar um tema simples no sonho, para depois incubarmos a consciência dentro do sonho, achei bem conveniente simplificar.

Fonte:
(1),(2)Delaney, Gayle. O Livro de Ouro dos Sonhos. Rio de Janeiro: Ediouro, 2001.
https://www.livrarialoyola.com.br/detalhes.asp?secao=livros&CodId=1&ProductId=51273&Menu=1

       Há milênios atrás, surgiu um conjunto de orientações e ensinamentos, no Antigo Egíto, voltados para a salvação da alma do homem. Esses escritos formaram uma compilação de vários autores, de diversas épocas, remontando alguns ensinamentos, de acordo com o egiptólogo Máspero, até 5.000 A.C. Além dos ensinamentos voltados para a melhor conduta moral, litanias a serem praticadas perante os deuses no além-vida, havia também algo sobre a incubação de sonhos.

O tema de interferência nos sonhos já estava presente há milênios atrás no Livro dos Mortos.

       Nesse texto anterior dei outra explicação do que se trata a “incubação de sonhos”:
https://www.sonhoslucidos.com/2009/08/sonhos-lucidos-controle-de-sonhos-e.html
 
       Trata-se de uma ferramenta bem conhecida entre os profissionais envolvidos com a área dos sonhos,  especialmente entre psicólogos e psicanalistas. A incubação de sonhos serve para induzir qualquer tema nos sonhos. Há inúmeros relatos de práticas voltadas para a solução de problemas, criações artísticas ou sonhos terapeuticos.



August Kekulé, químico, descobridor da cadeia de Benzeno: “Aprendamos a sonhar, senhores, pois então talvez nos apercebamos da verdade.”

      Particularmente, minhas primeiras experiências com isso, aconteceram quando comecei a sonhar com meus próprios personagens de super-heróis, durante minha infância. Eu  tinha bonequinhos, andróides e alienígenas e me divertia à beça. A criação daqueles personagens me deixava tão entretido que eu começava a sonhar com eles. Eu me tornava um deles e… além de sonhar com minhas criações, comecei a sonhar com novas criaturas, durante meus sonhos!
       Lembro-me que eu acordava extasiado. Corria para meus bonequinhos, batizava com nomes como “Abismo Negro,  Cibernética, Destructor, Dyscar, Estrela Azul, Anjo da Liberdade, Fantasma da Noite… seus poderes eram em boa parte aquilo que podiam fazer nos meus sonhos, suas origens etc..
Minha infância regada de personagens criados no universo mental dos sonhos.

       No caso do Livro dos Mortos, além de ser usado nos templos para ser aplicado na vida cotidiana, existem capítulos com orações para afastar espíritos que causam pesadelos, e outros com instruções para o ritual da incubação de sonhos.

      
      Normam MackKenzie, no seu livro Dream and Dreaming aborda o tema:

      “(…) Os sacerdotes de Mênfis, como os do santuário de Ísis, em Philae, e dos oráculos de Khimunue e Tebas, praticavam a incubação. Isso significava que os doentes eram levados paara dormir no templo, onde jejuavam, ou tomavam poções, para induzir sonhos benéficos.
       Como ocorreu com muitas das atitudes egípcias em relação aos sonhos, a idéia de incubação foi passada para civilizações posteriores(os gregos, especialmente, tiraram deuses, aprendizado de magia e remédios das tradições egípcias).

O tema de incubação dos sonhos é citado nesse livro como presente e bem disseminado no Egito Antigo.

      Talvez a incubação de sonhos possa ser utilizada como método de indução de sonho lúcido. Ainda não experimentei. Pelo menos não conscientemente, querendo aplicar como método, pois quando desejamos ter um sonho lúcido antes de dormir, invariavelmente estamos tentando incubar a idéia.

      No próximo texto vou propor o algum bom método que eu encontrar para incubar o tema de um sonho. Penso que começando com temas bem simples, na medida em que se obtém resultado, logo em seguida o tema de “ficar consciente no sonho” ficará supimpa!


Obs: esse texto foi inspiração de um sonho formidável que tive com uma personagem feminina que criei e costumo jogar no City of Heroes: Morgana Healer.

Fontes:
Norman MacKenzie, “Dreams and Dreaming”, Bloomsbury Books, (1989).

Gayle Delaney, “All about dreams” – O Livro de Ouro dos Sonhos, Ediouro(1998).
http://www.youtube.com/watch?v=jqTeDiFc4wY

Controle de sonhos, lucidez e incubação.
Vamos começar visando esclarecer as diferenças entre incubação de sonhos, controle de sonhos e sonhos lúcidos.
Incubação de sonhos:
Trata-se de uma interferência direta no tema ou tipo de sonho que se quer ter. Normalmente quando há uma situação-problema de difícil solução é uma ótima ferramenta pra se recorrer. Especialmente quando a técnica está bem desenvolvida. É possível sonhar com a solução ou algo muito próximo que leve a refletir sobre a solução ao acordar.
Controle de sonhos x Sonhos lúcidos:
Segue uma idéia de diferenciação simples entre sonhos lúcidos e controle dos sonhos:
É perfeitamente possível estar lúcido num sonho, mas não possuir controle sobre ele.
É perfeitamente possível controlar coisas num sonho, mas não estar lúcido nele.
Controle dos sonhos:
– Há o poder do sonhador em manipular, interferir, controlar o que acontece. Pode moldar o sonho de acordo com sua preferência.
-Pode-se vencer pesadelos. Se utilizar de capacidades como a de voar, atravessar paredes, disparar raios etc..Pode-se fazer tudo isso mesmo não estando consciente de que tudo é um sonho.
Sonho Lúcido:
– Com o sonho lúcido ou consciente se atinge a consciência de que tudo o que está acontecendo não passa de criação mental do próprio sonhador. Vive-se o sonho com a lucidez sobre isso.
– O sonho lúcido não implica necessariamente no domínio sobre o que acontece. Pode não existir controle algum e o sonhador apenas curtir a intensa consciencia de que tudo é um sonho.
Incubação de sonho:
– Trata-se do tipo de sonho que é induzido pelo sonhador.
– Há vontade do sonhador de sonhar com algum tema, personagem, problema etc.. e isso é concretizado através de indução.
Versão resumida de como incubar um sonho:
1. Anote sua pergunta ou tema que deseja, antes de ir dormir.
2. Repita-a para si mesmo até cair no sono.
Obs: lembre-se que é crucial não estar cansado demais, manter um diário para anotação e acordar no horário mais adequado em que vc se lembre dos seus sonhos.