Essa noite eu tive um sonho lúcido ou não? À primeira vista pode parecer uma questão simples. Contudo, gosto dessa dúvida porque ela sempre será recorrente se você é um interessado no tema dos sonhos lúcidos. Por isso… é possível ter um sonho lúcido e não lembrar dele? Ou “se você não lembra se ficou lúcido, você não ficou”.

Memória

Primeiramente, reparem nas duas últimas frases. Desse modo, já é possível notar a presença de uma palavra em especial: “lembrar”. Sendo assim, por maior que seja o grau de lucidez que você atinja no seu sonho lúcido, sempre estará sujeito a sua capacidade de recordação ou como anda sua memória referente aos sonhos. Por outro lado, também será importante dar boa atenção para a qualidade do sono. Afinal, uma qualidade ruim de sono, sempre poderá comprometer suas lembranças oníricas.

Além disso, existe um fator químico importante para dar atenção, por ser capaz de interferir na retenção da memória dos sonhos, especificamente na região do hipocampo: a noradrenalina. Por isso é importante saber que ela é responsável pela nossa capacidade de prestar a atenção. Mas durante a fase REM do sono será muito baixa e ao despertarmos, seremos inundados por essa substância, transferindo nossa atenção aos novos eventos do estado desperto.

Formas de Despertar

Por outro lado e referente a capacidade de recordação do sonho, a maneira como despertamos, também pode interferir o quanto conseguiremos lembrar do que sonhamos. Dessa maneira, os resultados com voluntários em laboratórios do sono, conforme destaca Hobson[1], apresentam um percentual de 95% de sonhos relatados, sempre que essas pessoas foram acordadas durante a fase REM do sono. Sendo assim, deve-se destacar ser importante não se distanciar do momento em que as experiências oníricas acontecem. Ou seja, quanto mais próximos acordarmos das nossas fases REM do sono, mais chances teremos de reter nossos sonhos na memória ao despertar.

Por isso minha recomendação: sempre que acordar, evite se mexer e imediatamente já comece a recordar o que sonhou e já anote. Nesse sentido, será fundamental manter um bom ritual para acordar; experimente manter um notebook ou algum tipo de ferramenta de anotação bem próximo para que você possa alcançar, com pouco movimento do corpo.

Referências Bibliográficas

[1] HOBSON, A. Dreaming: a very short introduction. New York: Oxford Press Inc. 2005. Kindle Edition. location, 369.

Author

Deixe seu comentário