Para quem ainda não conhece, o sonho lúcido é uma modalidade de sonho no qual o sonhador atinge um grau de consciência suficiente para perceber a realidade em que se encontra e dispor de sua capacidade de raciocínio e lucidez enquanto desfruta do estado mental de sonho.

Portanto, isso implica na percepção de uma realidade totalmente adversa da realidade do nosso cotidiano. O universo mental dos nossos sonhos é uma criação nossa.

Isto é, nosso cérebro disponibiliza uma quantidade praticamente infinita de informações para moldar um ambiente que traz consigo a maneira como interagimos com o mundo. Em resumo, no momento que atingimos a lucidez, testemunhamos de perto essa realidade reconstruída dentro de nós e podemos desenvolver a capacidade de assumir absoluto controle sobre tudo que ali está.


A experiência de conseguir ficar consciente num sonho é a de penetrar numa nova realidade.

 

Assim, na prática significaria, uma vez desenvolvido esse domínio sobre seus sonhos ou o seu controle, poder realizar qualquer fantasia. Ou seja, você pode: transformar-se em algum super-herói ou divindade, atravessar paredes, redesenhar o próprio ambiente do sonho, ter experiências sexuais muito intensas etc..

Obviamente as fronteiras dos sonhos lúcidos não se limitam a esses prazeres que o sonhar consciente pode proporcionar. Durante o sonho consciente ou lúcido, vivenciamos uma maneira de percepção totalmente diferente quando acordados e isso implica em novos padrões de cognição ainda não explorados.


Stephen LaBerge

A comprovação da existência dos sonhos lúcidos já foi efetuada. Como resultado das pesquisas de Stephen LaBerge Ph.D, quando comandou (década de 80) estudos na Universidade de Stanford- USA, onde sonhadores lúcidos utilizaram as fases REM (movimento rápido dos olhos) dos sonhos, com o intuito de se comunicar. Em resumo, essas fases todos nós temos durante uma boa noite de sono. Trata-se daqueles momentos em que estamos vivenciando os sonhos e podemos perceber sob as pálpebras o movimento dos nossos olhos.

A princípio, os olhos não estão sujeitos a rigidez natural do sono. Desse modo, os sonhadores lúcidos movimentaram os olhos, de acordo com o código previamente combinado, enquanto as maquinas da universidade registravam os padrões de ondas cerebrais típicos de fase REM durante um sonho, só que o sonhador lúcido pôde então estabelecer sua comunicação, movimentando os olhos perpendicularmente e efetuando o código Morse como que dando um “tchauzinho” lá de dentro de um sonho para os monitores do laboratório, assim sendo as seguintes letras:

 

“S” “L” – de Stephen LaBerge 😉
 

Nosso Instagram

Posts mais recentes do blog

  • Existem riscos na prática de sonhos lúcidos?
    Afinal existem riscos na prática de sonhos lúcidos? Quais riscos ou perigos podem estar envolvidos no desenvolvimento dessa habilidade? Dito isso, não é incomum encontrar alegações estranhas sobre a aplicação de técnicas de indução, gerando ainda mais dúvidas, especialmente para quem está apenas iniciando. Todavia o alerta também deve
  • Bem-vindo ao Canal Sonhos Lúcidos!
    Seja bem-vindo ao Canal Sonhos Lúcidos! Antes de mais nada, agora contando com toda a força da equipe Sonhos Lúcidos. Sendo assim, fizemos esse vídeo de introdução ao Canal Sonhos Lúcidos, para divulgar melhor nosso trabalho. Desse modo serão apresentados as cinco principais mídias que compõe nosso trabalho de
  • Tive um sonho lúcido ou não?
    Essa noite eu tive um sonho lúcido ou não? À primeira vista pode parecer uma questão simples. Contudo, gosto dessa dúvida porque ela sempre será recorrente se você é um interessado no tema dos sonhos lúcidos. Por isso… é possível ter um sonho lúcido e não lembrar dele? Ou

Author

8 comentários

  1. Nossa achei demais! Ja tinha sonho lucido mas nao sabia como proceder.
    Depois de ler seus cometarios e como se deve proceder fiz uma tentativa e consegui mover de um lugar para outro,so que me emocionei e acabei acordando.

    Da para relatar o sonho aqui?

    Abraco

    Vera

  2. Oláááááá, minha gente! Acabei de encontrar esse blog, e terei a dedicação de ler todos os posts em sequencia temporal, do mais antigo pro mais atual. Vai levar um tempo, claro. Mas durante as leituras, eu pesero desenvolver a téncica tamnbém ^^ Como vou seguir o blog, acho que vou participar criticamente. Vou comentar minha opinião a respeito dos tópicos escritos e trocar minhas futuras experiências. Boa viagem para nós! 😉

  3. Eu estava muito ancioso, para ter minha primeira esperiências com sonhos lúcidos, encontrei em sites um manual ensinando como ter sonhos lucidos, a partir daí, resolvi experimentar porque achei interessante, nesta semana, tive um sonho estranho, cai em uma rua muito escura e deserta, assim que eu cai na rua já percebi que era um sonho "uma lucidez", então assim que percebi que estava sonhando, começei a sentir a cama na minhas costas, e parecia que meus pés saia do meu corpo, a primeira coisa que veio na minha mente foi querer vooar, eu nem liguei pera a escuridão e a rua sombria e deserta, eu tava tão feliz de ter conseguido fazer aquilo que começei a vooar, chegei a uns 6 metros "dois andares" e me descontrolei e acordei de vez, quando eu acordei, senti minha alma voltar ao corpo, principalmente as pernas que foram devagarosamente, daí eu tava muito paralitico, fiquei estremeçendo umas três vezes, e fiquei parado, ai eu falei para minha tia ai ela não entendeu nada que eu disse e eu tava con tanto sono que dormi e queria ter a mesma experiencia de novo! ai quando me despertei me recordei de tudo, e concerteza quero ter aquela experiencia de novo! Obrigado!

  4. E aí Daniel!
    Muito bacana companheiro onironauta!
    As sensações que tu tivesse são típicas da paralisia do sono ou das alucinações hipnagógicas. Nâo precisa se assustar ou impressionar com isso. Mas pelo jeito não foi o caso 😉
    Parabéns pela personalidade experimentalista! 😉

  5. filipe moreira Responder

    7 anos tem o seu blog! Parabéns Márlon. Esse é o melhor blog para tratar de SL's

Deixe seu comentário