Eu já havia tido algumas experiências bem intrigantes quando criança e adolescente. Sonhos em que eu controlava certas coisas, como enfrentar pesadelos me transformando num supe-herói, o clássico vôo e outros.
Vários anos depois li por acidente uma reportagem numa revista(acho que foi na Época) comentando sobre os sonhos lúcidos. Eu nunca havia feito a ligação de como aquilo era possível, haja vista que lembrava muito bem das excitantes experiências com controle dos sonhos.
Decidi retornar ao velho método que me ajudava na época a ter o controle dos sonhos: ir anotando regularmente os sonhos que tinha e isso incluia acordar vez por outra logo após um sonho no meio da madrugada.
Finalmente, durante um sonho…
” Eu estava me vendo em séria dificuldade numa piscina, debatendo-me muito e começando a me afogar, sem explicação alguma, pois sempre adorei água e me considero um bom nadador.Comecei a engolir água até que não consegui mais ficar na superfície, afundando, afundando e me debatendo. Foi quando de repente como que num estalo, percebi que tudo aquilo na verdade só poderia ser um sonho, pois eu não poderia me afogar daquele jeito estúpido e afinal eu estava consciente, mesmo afogado, no fundo de uma piscina!
A sensação foi tão arrebatadora que comecei a ter a séria sensação que meus movimentos ali no fundo da piscina poderiam muito bem refletir nos meus movimentos na cama e machucar minha esposa. Eu poderia tbém sair caminhando no sonho e meu corpo fazer os movimentos me levando a cair do meu apartamento…Então refleti como resolver o dilema. O sonho viera tão naturalmente e sem dificuldade que eu entendi que deveria fazer uma experiência: fazer algum movimento, acordar e verificar se eu havia me mexido na cama.Deitado do fundo da piscina, ergui meu tronco e fiz um ligeiro esforço para acordar. Pimba! Acordei deitadinho bonitinho na cama ao lado da minha amada.”
Foi minha primeira experiência de sonho lúcido e a sensação foi de euforia.
Author

3 comentários

  1. Obrigado Emanuel! Foi meu primeiro sonho lúcido, depois que tomei conhecimento sobre a definição de sonhos lúcidos. Até então eu apenas esporadicamente controlava os sonhos. Foi a partir desse que me apaixonei pela coisa toda ;P

  2. Eu vi em um desenho antigo dos caça fantasmas a afirmação que no sonho nada acontece…E que vc ser feita qualquer coisa no sonho.

    Depois desse episódio…Comecei a tentar saber se estava sonhando…Demorei semanas até ter meu primeiro sonho…Na época com 8 anos de idade.

    Depois que consegui, comecei a passar mais uns dias até aprender a reconhecer o sonho e foi fácil…Cores, resoluções…Ausência de sons da rua, aqueles normais do dia …Falta de sensação do vento.

    Aprendendo isso passei a prolongar o tempo de lucidez…Ações no sonho são escolhas e para o Cérebro na vida real ações são movimentos…Até o cérebro se adaptar a navegar no sonho em seu sintonia demora …Porque a lucidez e inconsciência alternam o controle do sonho…Gerando um atraso que para muitos vira razão de angústia e ansiedade no início…Depois tudo vira algo automático e fácil.

    Regras que vc não quebra em um sonho Lúcido total…Gravidade…Precisa de treino…Se vc voar como Superman, o fato de estar deitado no ar gera o medo da queda….Outro detalhe, se vc nunca voou, como acelerar no ar sem se mover ?
    Tudo isso só acontece na prática durante o sonho…Essa percepção de falha não existe em sonho passivo semi lúcido.

    Segunda Lei…Aceleração e impacto…Novamente falando em sonho Lúcido total…Se vc tentar dar um soco em uma parede…Vai ter aquela trava de receio ao socar um objeto real…Demora menos que voar para vencer esse medo…Mas se o sonho Lúcido for total vai lembrar da falha…O mesmo serve para correr a pé e bater ou de carro.

    Esse é o básico…Para quem está começando.

Deixe seu comentário