Visita ao Instituto do Cérebro, centro de referência brasileiro. Tivemos o privilégio de conhecer de perto as instalações do Instituto do Cérebro – UFRN, em Natal-RN. Trata-se de um centro de pesquisas brasileiro, o qual reúne mentes brilhantes do nosso país e de outras nacionalidades. O Professor Doutor Sérgio Arthuro Mota Rolim, autor de tese “Aspectos Epidemiológicos cognitivo-comportamentais e neurofisiológicos do sonho lúcido”¹, segue conduzindo pesquisas em neurociências e nos apresentou pesquisas em andamento no instituto.
     No bate-papo comentou sobre a recente pesquisa(fora do instituto) com sonhos lúcidos, realizada por Ursula Voss, Allan Hobson e outros, na qual foram induzidos sonhos lúcidos por estímulos elétricos. A pesquisa traz dados curiosos, como a possibilidade de indução da consciência em sonho REM, numa faixa específica de frequência, conhecida como Gama, oscilando entre 25 e 40 Hz. Para Rolim, essa linha de pesquisa ainda deverá se aprofundar, para obtenção de resultados mais sólidos.
     Tivemos a oportunidade de acompanhar uma pesquisa junto ao Hospital Universitário Onofre Lopes, onde o professor Sérgio pesquisa a aplicação de aumento de latência de sono REM e seus efeitos sobre a depressão. No laboratório de sono, acompanhamos o início do sono do paciente-voluntário e tivemos uma mini-aula sobre os registros de atividades neurofisiológicas e o significado dos diversos tipos de frequências cerebrais.
Mini-aula com o professor Sergio Rolim sobre neurofisiologia.
       Com pesquisas desde 2007 sobre sonhos lúcidos, totalizando 13 anos com o sono em geral, Sérgio fez observações fascinantes sobre o tipo de estímulo que acredita ter mais possibilidade de interferência ou ser incorporado no sonho: o som. De acordo com os relatos coletados, em suas pesquisas, verificou ser uma ferramenta, com grande potencial para se trabalhar possíveis frequências de indução de sonhos lúcidos.
       Ainda no Instituto do Cérebro, tivemos a oportunidade de conversar com alguns pesquisadores e presenciar o andamento de pesquisas como na área de neurobiologia celular, biotecnologia, neurofisiologia computacional, neurofeedback entre outros…
Visita ao laboratório, no qual acontecia a pesquisa com neurofeedback.
        Voltamos a conversar sobre a pesquisa realizada por Sérgio Rolim, através de um grande questionário para mais de 4.000 sonhadores lúcidos. Foram 20 questões, relacionando elementos como aspectos desses sonhos, temas recorrentes e fatores determinantes na indução.
       Com a análise dos resultados, descobriu-se a identificação de possíveis elementos que favoreçam a indução da consciência nos sonhos, com destaque em primeiro lugar para a intenção. Isso significaria que adormecer desejando ter o sonho lúcido, pode ser mais determinante do que se imagina. Tal resultado é corroborado por pesquisadores alemães², em que fizeram um levantamento sobre diversas técnicas de indução e a intenção(propósito) ficou com uma pontuação razoável.
Casal de sonhadores lúcidos  que realizou a visita 🙂
           Já ressaltei a importância da indução algumas vezes. Vale relembrar uma boa ideia de sua aplicação:
    – Antes de dormir, procure se imaginar, intensamente, experimentando um sonho ou vivenciando um sonho como se já estivesse nele. Ainda durante esse exercício imaginativo – acordado – reconhecendo que está sonhando.
Fontes:
(1) ROLIM, Sérgio A. M. Aspectos Epidemiologiocos Cognitivos-Comportamentais e Neurofisiológicos dos Sonhos Lúcidos. Tese(Doutorado em Psicobiologia).  – Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Natal. 2012.
(2) STUMBRYUS, Tadas. ERLARCHER, Daniel. SCHADLICH, Melanie. SCHREDL,Michael Schredl Induction of lucid dreams: A systematic review of evidence. Conciousness and Cognition 28.07.2012 – ELSEVIER.
https://www.sonhoslucidos.com/2012/12/aspectos-socio-demograficos-cognitivo.html
https://www.sonhoslucidos.com/2014/05/proposito-na-inducao-de-sonhos-lucidos.html
Author

16 comentários

  1. Parabéns, Márlon. Sempre confiei no poder do som para a indução da lucidez (quem conhece algumas postagens minhas no fórum sabe disso XD) e esse artigo apenas reforçou minha confiança no som. Forte abraço.

  2. Poxa, que legal. Adorei o post, sempre quis visitar institutos especializados assim. Muito legal mesmo, parabéns.

    Não sei se devo ou posso comentar aqui, mas preciso compartilhar minhas experiências. Encontrei seu blog hoje, por acaso, e estou surpreendida. Estava lendo algumas pastagens antigas, sobre alguns métodos, e torci para que o blog ainda estivesse ativo. E para minha surpresa, está! Parabéns, blog muito legal e vejo que você e maioria das pessoas que comenta, dominam bem o assunto.

    Enfim…
    Eu tive algumas experiências de SL, sem saber o que era exatamente e sem nenhum método para induzir. Os SL eram bem escassos, mas despertou minha curiosidade e anos atrás, por uma comunidade no Orkut, conheci o I-Doser. Não botei fé, mas ouvi uma "droga" que induzia o riso, e realmente, depois de 5 minutos ouvindo, comecei a rir que nem louca. Talvez fosse placebo, ok, mas fiquei com medo de ouvir a dose Lucid Dream. Ouvi algumas outras, porém fiquei com muita dor de cabeça e nunca mais pesquisei nada sobre.

    O curioso é que, de um tempo pra cá, estou tendo muitos sonhos assim. Eu sonho e sei que estou sonhando. E alguns foram bem bizarros. Eu não consigo controlar minhas ações sempre, mas o que aconteceu nas últimas duas vezes é que eu consegui fazer aparecer pessoas.
    Nessa febre da Copa, simpatizei muito com o time alemão e principalmente com o goleiro Manuel Neuer (hehehe). Eu vi algumas fotos dele e só pensei "queria sonhar com esse cara" (hehehe), mas nem levei muito a sério. E não é que sonhei? Ele apareceu aqui em casa, pulando o muro. Mas foi embora rapidinho. Aí eu pensei: "estou sonhando, posso fazer qualquer coisa", aí "consegui" fazer com que ele voltasse. Mas ele voltou parecendo um Minotauro. Ou seja. Isso chega a ser um SL?

    Mas a minha grande dúvida mesmo é: Esse sonho tem sido frequente e de certa forma, tem até me incomodado. Eu sonho que estou acordando, e eu percebo que estou realmente acordada no sonho. Aí tento olhar as horas no meu celular, que fica ao lado, e as horas estão sempre embaçadas, ou o celular está quebrado, ou minha mão mole demais, sei que nunca consigo ver as horas. Aí penso: "eu sei que tô sonhando, preciso acordar", faço força pra acordar, mas acordo e vou olhar no celular e acontece tudo de novo, umas 3 ou 4 vezes. Até que acordo num solavanco, depressa, desnorteada. Agora que sei um pouco das técnicas (graças ao blog) e vou pesquisar mais, posso dominar isso é transformar em um SL melhor, não sei, que não fique nesse ciclo?

    Aaahhhh, desculpem o texto longo e/ou o lugar inapropriado para comentar. Adorei o blog. Abraços.

    • Olá Priscilla, desculpe a demora em te responder.

      Para evitar os falsos despertar, sugiro ter sempre em mente algo planejado quando acordada. Assim, durante o dia, procure fazer algumas visualizações ao estilo do Método de Tholey. Visualize-se olhando para aquele relógio e se questionando "Estou sonhando ou não?"

      Abraços!

  3. Esqueci outra coisa. Eu gosto de escrever, e muitas vezes tenho sonhar com algo para me dar uma inspiração. Uma vez sonhei que recebi uma carta, de um amigo de longa data, e no sonho eu li a carta. Sabia que estava sonhando, pois pensei "cara, preciso decorar o conteúdo dessa carta, pra escrever sobre isso". Eram palavras lindas. E eu li, várias vezes, consciente, eu mesma estava lendo. Porém, quando acordei, tinha esquecido metade da carta. Lembro só de algumas palavras.

    É isso, desculpem novamente, vou continuar lendo tudo por aqui.

  4. dewalt coupon codes amazon Responder

    Uno stuntman indonesiano, con la morte, riguadagna il suo nome e cognome.

  5. Nilma Aparecida Responder

    O sonho lúcido tem sido um acontecimento muito importante pra mim, desde dos meus 07 anos de idade, cada dia procuro controlar e permanecer cada vez mais tempo dentro do sonho lúcido.
    O assunto ainda não é bem aceito pelas as outras pessoas, mesmo porque é tão difícil ficar calada sobre algo tão surpreendente.
    Eu tenho dificuldade de falar no assunto, minha família fala que é algo muito estranho e também não encontro ninguém para me orientar ou que apenas passe pela mesma experiência.
    As pessoas não falam no assunto, as vezes penso que não à muitas pessoas passando pela experiência.
    Se o sonho lúcido faz parte da evolução espiritual, então porque tem pessoas que não recebe a informação de forma positiva.
    Eu sinto necessidade de falar, trocar experiências e de intender melhor e adquirir mais controle.
    O caminho que eu encontrei foi a internet, pesquisar e intender melhor.

Deixe seu comentário