Tag

Como ter sonhos lúcidos: regras básicas

Browsing

        Anda esquecendo de fazer seus reality checks?! Seu Diário de Sonhos parece um queijo suíço, todo esburacado, de tantos dias que já andou pulando sem anotar sonho algum?… Bem, pensando nesses probleminhas, bem comuns na nossa rotina, resolvi montar um pequeno texto, resumindo ainda mais, num “Kit” mínimo com recomendações, para manter boas chances de ter sonhos lúcidos:

Procurando compensar nossas correrias do dia-a-dia, resolvi resumir os principais passos para manter nosso subconsciente acionado, enquanto somos obrigados a “viver no automático”.

       A) “Estou sonhando ou não?” continua sendo o mantra, seja ao se olhar num espelho, ao olhar para suas mãos ou olhar um relógio ou celular. Opte por reality checks que você se depara com mais frequência na sua rotina.

       B) É impossível conseguir escapar sempre de uma fila. Aquela fila medonha do supermercado ou do banco! Quando isso acontecer ou quando estiver num elevador, aguardando alguém, um ônibus, um jegue, uma consulta… enfim, ao ser obrigado a esperar algo, aproveite e questione sua realidade: “Estou sonhando ou não?”.

       C) Verificação de memória: faça isso logo após se questionar se está sonhando ou não, pergunte-se sobre o que estava fazendo antes de vir parar aqui? Os sonhos não costumam ser lineares e condicionar essa verificação algumas vezes por dia é realmente uma idéia brilhante(Dr. Tholey é o cara!).

       A reunião dessas dicas é um plágio descarado do Método de Tholey nos seus 3 primeiros passos, mas pega o principal que é construir o senso crítico-reflexivo. Uma vez que isso vire um hábito, as chances de sonhar que está fazendo isso, vão aumentar consideravelmente e o resultado será sua consciência brotando enquanto você sonha. Pelo menos mais do que não fazer coisa alguma.

     

    É o feijão com arroz. Para não enferrujar. Agora, para realmente aumentar dramaticamente suas chances, siga um Método(Tholey, MILD, WBTB, DEILD, WILD etc..). Todos principais, já consagrados pelos onironautas, estão

       Uma autora renomada na área de interpretação dos sonhos, Ann Faraday, Ph.D, com seus livros Dream Power e The Dream Game, possui uma bagagem considerável de estudo, para dar dicas bem interessantes para melhorar a recordação dos nossos sonhos:
Livro de muito sucesso da Dra. Ann Faraday com suas pesquisas sobre os sonhos, técnicas para interpretá-los, um pouco de história e as teorias dos sonhos.
1) Tenha sempre papel e caneta ou um gravador perto da cama(talvez um netbook, não importa, mas algo que ajude a anotar rápido os sonhos).
2) Conserve uma lâmpada ou uma lanterna próxima da cama, para que você não precise levantar.
3) Auto-sugestione várias vezes antes de adormecer, pensando, “Quero despertar, logo após um sonho”; ou “Esta noite vou agarrar um sonho” ou qualquer coisa semelhante.
4) Pessoas cronicamente incapazes de despertar ou de recordar um sonho, podem recorrer ao auxílio de um despertador, não muito estridente, que deverá ser ajustado para aproximadamente duas horas depois da hora normal de adormecer e, subsequentemente, a cada duas horas durante toda a noite. Dessa forma, existe a probabilidade de que a pessoa desperte uma ou mesmo duas vezes durante um período REM. Se não lhe agradar a ideía de acordar diversas vezes durante a noite, ajuste o despertar para uma hora bem tardia de seu sono, pois como os períodos REM se tornam cada vez mais longos à medida que a manhã se aproxima, há uma grande possibilidadede despertar durante um deles, com a esperança de ter um sonho na mente.
Anotar é fundamental(passos abaixo incluem dicas para interpretar os sonhos)
Outro livro de sucesso de Ann Faraday, mais focado na interpretação dos sonhos e o uso deles como ferramentas.
5) Se você despertar durante a noite e tiver um sonho na cabeça, sente-se na cama com tranquilidade e acenda a lâmpada. É muito importante não se mover bruscamente, pois isto tende a apagar a lembrança do sonho(algumas pessoas consideram útil sentar-se na cama e repassar mentalmente os sonho, com os olhos fechados, antes de acender a luz).
6) Escreva ou grave imediatamente o sonho, com a maior quantidade possível de detalhes. Esforce-se ao máximo para não cochilar enquanto o fizer; caso contrário o sonho desaparecerá.
7) Acrescente todas as associações que puder. Por exemplo: o que você julga que o sonho significa à primeira vista; acontecimentos do dia anterior que possam ter contribuído para provocá-lo; suas sensações durante e imediatamente após o sonho; e quaisquer outras coisas que você ache primordiais. É surpreende quão importantes serão essas informações quando você for trabalhar com o sonho no dia seguinte.
8) Se você despertar pela manhã tendo um sonho em mente, não salte da cama em seguida, tencionando refletir sobre o sonho enquanto se apronta para o trabalho. Para não o perder, escreva ou grave o sonho enquanto ainda estiver na cama e acrescente quaisquer associações livres relevantes.
9) Trabalhe sobre o sonho o mais cedo possível, de preferência no dia seguinte. Primeiramente examine-o em busca de fatos objetivos que possam ter escapado durante a vigília. Em seguida, trate-o como um espelho através do qual você verá a si mesmo e à sua vida. E, finalmente, procure encená-lo com o intuito de revelar e integrar aspectos conflitantes de sua personalidade.
10) Conserve o relato de seus sonhos, juntamente com as respectivas interpretações, num arquivo ou caderno, claramente datado, posi séries de sonhos podem servir para lançar luz sobre aqueles de caráter ambíguo, bem como indicar um progresso psicológico interior.

Como ter sonhos lúcidos? Observando a quantidade de técnicas, métodos e dicas espalhadas pela internet e também por esse blog, resolvi reunir uma quantidade mínima de orientações para servir como um guia básico para ter sonhos lúcidos.

Um diário dos sonhos,  um método, algum teste de realidade e técnica para controlar o sonho.

Passo 1: Crie seu diário de sonhos. Anote pelo menos 1 sonho por dia, para exercitar sua memória dos sonhos, permitindo sua mente sensibilizar o reconhecimento daquela realidade.

Passo 2: Escolha um método. Pode ser o MILD, THOLEY, WILD ou outro de sua preferência. Mas escolha um e siga religiosamente.

Passo 3: Faça pelo menos 1 “teste de realidade” ou reality checks. Ligando e desligando interruptores, olhando para as mãos, observando-se em espelhos, puxando um dedo da mão ou olhando a hora…

Olhar para as mãos durante o dia se revela um dos melhores reality checks. Normalmente os dedos surgem embaralhados nos sonhos, em pitocos ou em muitos dedos!

Passo 4: Programe seu relógio para te despertar pela 6a hora de sono. Programe e quando acordar anote seu sonho. Caso tenha escolhido o método MILD, apenas anote seu sonho quando acordar. Depois volte a dormir, desejando serenamente ficar consciente enquanto sonha.

Passo 5: Vá equipado para seu sonho lúcido! Lembre-se que há ferramentas para prolongar a duração do sonho e controlar ele. Pode ser através do uso de portas, rodopiando no próprio eixo ou esfregando as mãos.

Use portas, espelhos, giros sobre o próprio eixo, olhe para o chão… o importante é saber que existem e que são extremamente úteis.