Tag

Música nos Sonhos

Browsing

     Madrugada de sexta para sábado, dia 19 de maio de 2012. Hora indeterminada… alarme de segurança tocando forte na XV de novembro em Curitiba. Há alguns dias atrás o mesmo alarme destruíra uma noite de sono minha, resultando numa terrível dor-de-cabeça. Abro a janela, louco de raiva, tentando identificar a origem do incansável alarme… liguei para a polícia alegando perturbação da ordem pública, questionei a portaria e desabei na cama com uma montanha de cobertor e travesseiros sobre mim.

Alarme de Segurança tocando na madrugada é pra acabar com o sono de qualquer  bom de cama.

     Pouco depois o alarme voltara e eu não sabia mais o que fazer. Dessa vez porém, havia algo estranho. Tinha pessoas no meu quarto! E era de madrugada… olhei para minhas mãos já sentindo se tratar de um sonho. Uhuuuuuuuuu!!!! Não cheguei a sequer contar ou reparar algum defeito nos dedos. Eu sabia sim estar sonhando. Desejei que sobre minha cama uma mulher aparecesse. Pelo bem da pesquisa científica tentaria o orgasmo… olhei para minha cama e lá estava ela. Era uma morena bonita e após algumas tentativas e toques bem agradáveis acordei. 🙁

Na minha cama, eis que apenas desejando uma mulher para obter o orgasmo no sonho lúcido, eis que surge uma estranha e linda morena.

    Acordei com uma música muito triste, sobre a guerra do Vietnã. O local era um lugar bem estilo pântano ou um grande alagado… Não entendia a letra da música que tocava. Mas a melodia era bem emocionante. Parecia dizer algo sobre a guerra, a morte e os sacrifícios humanos… era tudo muito intenso!

    Olhei para minhas mãos tomado pela lucidez. Lá estava eu consciente no sonho de novo. Comecei a dar alguns saltos e saí dali. Fui parar num lugar cheio de prédios. Desejei aumentar de tamanho e cresci. Enquanto ia parar num lugar desértico, tentava lembrar de alguma experiência que queria fazer. Lembrei da experiência proposta no Fórum, acerca dos cinco sentidos.

O deserto no sonho tinha uma pequena vegetação rasteira, onde encontrei a pequena e cheirosa florzinha cor-de-rosa. Foto extraida do blog do professor Marciano: 

http://professormarcianodantas.blogspot.com.br/

    É impressionante como grande parte dos meus sonhos lúcidos, especialmente os mais longos ou como eu gosto de chamar “Supersonhos Lúcidos“, são mantidos por meio de uma dinâmica de movimento. Parece uma poderosa ferramenta, conseguir manter em mente um certo caminho a seguir, lembrando de planos que fez no estado desperto, experiências que planejou fazer no estado mental dos sonhos conscientes.

     Eu já experimentei muitas vezes o tato tocando diversas superfícies, a audição com músicas embriagantes, o paladar com suculentas melancias, a visão com a força das cores vibrantes de jardins e belas paisagens… agora então era a vez de experimentar o olfato!…

     Num salto grande fui parar num lugar com uma pequena vegetação rasteira. Queria muito experimentar o olfato, cheirar uma flor. Porém só havia um matinho bem mixuruca e rasteiro.

     Posso não ser ainda um sonhador lúcido com alta frequência de sonhos conscientes, mas tenho um bocado de cartas nas mangas para saber explorar esse fascinante estado mental. Oh yeah baby!!

      Dei mais um salto, desejando ardentemente, encontrar e cheirar uma flor. Quando aterrisei não olhei diretamente toda vegetação rasteira que ali estava. Fui passando a mão sobre elas até que olhei de lado e encontrei umas flores pequenas. Serviria para mim. Aproximei-me e… o cheiro era bem gostoso e intenso! A flor era pequena, cor-de-rosa, lembrava muito as flores da época da minha infância, as quais via com frequência na casa do meu velho amigo Ramon. Todavia eu não lembro de ter cheirado elas. Essa do sonho, cheirava a algo levemente adocicado, suave e gostoso! Acordei.

Nem acredito que achei as tais florzinhas que sonhei. O nome da danada é Maria Sem-Vergonha ou Maria Delicada. A característica em especial que me marcou muito na infância era que as pequenas capsulas, próximas da flor, estouravam ao tocar ou apertar um pouco. Botei no google: “sementes que estouram” e eis que veio o belo blog: 

http://mariaterezabedinmaneck.blogspot.com.br/2010/07/maria-delicadamaria-sem-vergonha.html

      Mas acordei num carro… viajando… e uma mulher ruiva dirigia.  Linda com o cabelo esvoaçante. Sentei-me atrás dela. O banco convenientemente não impedia que eu a tocasse. Foi uma relação sexual prazerosa. Atingi o orgasmo finalmente. Acordei. Apalpei-me procurando algum resultado desconfortável e notei que  não estava tomado pela umidade rsrsrrssrs

  Com o retorno das aulas, rotina de trabalho intensa, viagens e outros compromissos estou numa luta forte para fazer mais pesquisas sobre o nosso tema e manter novos posts. Por enquanto deixo alguns vídeos bacanas para estimular nossa consciência no estado mental dos sonhos…
  Ah! Apesar da minha consciência parecer estar de greve(faz um tempinho que não tenho sonhos lúcidos), essa madrugada despertei encantado, presenciando uma noite estrelada fabulosa 😉

Outro vídeo bacana:

Bons sonhos a todos e até a volta! Prometo posts espetaculares no retorno 😉

Os sonhos lúcidos podem produzir experiências surpreendentes e assombrosas. É pacifico que se trata de um estado alterado de consciência e podemos ter surtos criativos ou insights na solução de problemas. Há diversos outros benefícios que estão sendo pesquisados, como a possibilidade no auxílio de tratamento de certas psicoses, desenvolvimento de habilidades motoras, memória, mente, consciência, entre outros.

Paul Mccartney sonhou com a melodia de Yesterday… que é a música mais regravada de todos os tempos.

Felipe Santos, 22 anos, guitarrista, promotor de vendas e onironauta colaborador desse blog, volta e meia nos presenteia ao compartilhar alguns de seus sonhos lúcidos. Na revista Info desse mês(janeiro), na reportagem “Enquanto você dorme”,  dá sua opinião sobre os sonhos lúcidos:
“A lucidez nos sonhos traz um nível de meditação e outro ponto de vista sobre a vida. Aplico isso desde meu primeiro sonho lúcido”.

Revista Info de Janeiro/2011 traz reportagem de 3 páginas sobre sonhos lúcidos, com o título “Enquanto você dorme”.

Assim como o Felipe e outros onironautas, também sou fascinado pelo que a consciência nos sonhos pode nos proporcionar. Uma das coisas que mais me instiga a continuar pesquisando e fazendo experiências com sonhos lúcidos, são essas possibilidades de usar nosso cérebro em uma diferente assinatura. O isolamento sensorial do mundo exterior, o acesso ao subconsciente… parece um território virgem, no mínimo ainda muito pouco explorado e que permite incontáveis tipos de experimentações.

Segue abaixo um relato bem bacana do Felipe, num de seus sonhos lúcidos envolvendo, autocontrole no estado mental do sonho consciente(controlando a euforia), psicodelia, surtos criativos, insights sobre assuntos que não domina no estado desperto:

“Tubos de tinta

OMG!!! Hoje foi demais! Tive um baita sonho lúcido hj no inicio da
manhã…não anotei na hora, mas fiquei gravando ‘mentalmente’ o sonho
antes de dormir de novo, lembrando os detalhes e de manhã escrevi
palavras chaves pra poder lembrar. (cumulo da preguiça uhauhahua)

Eu
estava com minha namorada a noite na avenida perto da minha casa
(diversos sonhos lúcidos com essa avenida hein), quando surgiu centenas
de cachorros malucos e raivosos correndo em nossa direção, alguns deles
até subiam nas paredes e muros, outros eram totalmente deformados e o
clima ficou muito assustador e cheio de adrenalina. Conseguimos
despistar o cães e ficamos mais calmos…eu respirei fundo e estranhei a
situação.
Felipe Santos e sua guitarra inebriado com os acordes musicais…

Fiz o teste de realidade de furar a mão…funcionou
perfeitamente! Todas as pessoas (inclusive minha namorada)
desapareceram. Fiquei lúcido, mas bem calmo…não queria estragar a
experiência.
Olhei ao redor, não havia ninguém, como estava escuro
logo providenciei que amanhecesse, o céu começou a mudar de cor e o
sonho ficou bonito e colorido.

Apareceu em minha mão uma criaturinha,
como se fosse alguém que toma pilula de nanicolina e começamos a
conversar…ele me perguntou alguma coisa a respeito de bruxas; minha
resposta foi incrível, lembro de ter filosofado, falei sobre preconceito
e religião, sobre como elas foram queimadas por serem diferentes. P.S:
NUNCA quis saber nada a respeito de bruxas, nem me interesso pelo
assunto, sinceramente não sei como pude falar tanto sobre isso, em
vigilia jamais falaria tais coisas 😮




Extraído do excelente quadrinho Epicuro o Sábio.


Enquanto caminhava e conversava
com o ‘nanicolina man’ a psicodelia ao redor tentava chamar minha
atenção: um carro atravessou na minha frente, de ré…um homem com olhos
de faról esbarrou em mim…procurei não dar bola pra essas projeções e
mantive o foco, bem calmamente…
Quando nossa capacidade de recordação está boa, nossos sonhos lúcidos podem ser experiências vívidas impressionantes.

Olhei pro céu pra contempla-lo, estava azul e verde *-* coisa linda e indescrítivel!
A
criaturinha desapareceu e tive a ideia de tentar criar o melhor cenário
possível…apareceu uma grande caixa de ferro em minha frente.Havia
logotipos e textos que não lembro nela…abri a caixa e haviam tubos de
tinta 😮 uhauhahuuha

Comecei a espalhar tinta pra todos os lados com
dois tubos q jogavam tinta azul e cinza metálico (minhas cores favoritas
e as cores da minha primeira guitarra). As cores tomaram conta do céu,
de tudo ao redor, e até de duas pessoas q estavam ali olhando, me
diverti muito…mas acabei acordando.
Essa foi uma das experiências mais proveitosas que tive. 🙂 “

Selecionei esses três vídeos especiais, relacionados com os sonhos. Nenhum específico sobre sonhos lúcidos, mas não tenho dúvida que vai ajudar a relaxar nossas mentes ávidas por sonhos lúcidos. O primeiro é um clip da Madona. A rainha do pop lançou esse álbum em 1994, com a alcunha de BEDTIME STORY, cujo clip da música, título
do album, aparenta bastante com a obra inspirada nos quadrinhos do SANDMAM(opinião minha né).Madonna
aparece deitada e ligada a um tipo de aparelho enquanto dorme.O refrão diz let’s get unconscious,honey(vamos ficar inconscientes, querido(a), enquanto ela
parece viver em uma realidade alternativa/onírica.

O próximo é do The Cranberries: Dreams. Para mergulhar forte no sonhos. A voz dela é de enfeitiçar!… Vamos lá, todos juntos, saltando firme em nosso mundo onírico:

“Oh minha vida


Está mudando todos os dias


De todas as maneiras possíveis


Embora meus sonhos


nunca sejam exatamente como parecem


Nunca exatamente como parecem(…)”

O tipo de música que me encanta e coloca minha assinatura mental num nirvana de monge tibetano… os efeitos revelam um psicodelismo onírico bacana, mas o que importa é apenas o fluir da melodia que seduz, de maneira singela, profunda e vai até a alma… uma alma que clama por muito mais sonhos, sejam eles intensos ou lúcidos! 😉

    Quem já teve um sonho lúcido intenso com música, sabe como a gente pode ficar embevecido, extasiado, louco ou apaixonado por essa arte durante o estado mental dos sonhos. Mesmo para aqueles que não dominam qualquer arte ou instrumento musical(meu caso), esse prazer pode se apresentar de modo surpreendente.

        Yesterday é considerada uma das mais belas e mais regravadas músicas da História. Paul McCartney sonhou com Yesterday:

“Numa manhã de maio de 1965, Paul acordou com uma melodia na cabeça que tinha todo o frescor de um sonho. Imediatamente ele foi para o piano que havia no seu quarto em Wimpole Street, em Londres, e tocou a música inteirinha, completa, com primeira e segunda parte. Ainda não tinha letra e ele a chamou de Scrambled eggs. Mas Paul ficou encucado, achando que já tinha ouvido aquela melodia em algum lugar. Então passou vários dias mostrando para os amigos e perguntando se eles já não a conheciam. Não, ninguém nunca tinha escutado aquilo antes.”




       As emoções e a criatividade costumam correr forte nos sonhos. A lógica e a razão cedem espaço para um turbilhão imaginativo que pode fazer vingar o lado criativo. Nossa assinatura cerebral se torna algo muito especial, repleto de conexões diferentes do estado desperto.


       Existem mais exemplos de músicas extraídas de sonhos, mas vamos por partes, ficando por aqui com a ótima música do Franz Ferdinan com o título “Sonhos Lúcidos”:




Fonte:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Yesterday