Tag

Melhor Método para induzir Sonhos Lúcidos

Browsing

Uma das técnicas com maior sucesso para indução da consciência nos sonhos, em experimentos em laboratórios de sono, foi a utilização em conjunto de: propósito ou intenção, a reflexão e a autossugestão.

A pesquisa que aponta para o grande sucesso da combinação desses três elementos, envolveu 5 grupos, com 34 homens e 56 mulheres, o estudo, realizado em 1992, foi conduzido por Schlag-Gies, pela Universidade de Saarland na Alemanha.

O propósito de voar sempre pode ser uma opção para uma bela noite de sono… Na imagem, uma das espetaculares cenas de vôo do excelente filme Man of Steel.

O “escore” alcançado, numa escala de 1 até 27, foi de 18 pontos/requisitos, o que se pode considerar de alto nível, quando comparado as demais técnicas MILD(4-6), WBTB(5/6) etc..   Vale lembrar que cada ponto atingido na escala era equivalente ao cumprimento de algum requisito em especial.

Fazendo um comparativo, o Método de Tholey  chegou a 15 pontos. Esse último foi recentemente comentado aqui e é inevitável perceber que são bem semelhantes, afinal o Tholey de certo modo, também envolve propósito, autossugestão e reflexão!…

A pesquisa atingiu score equivalente a eficiência de 15 pontos/requisitos, classificando-a como de eficiência “moderada”, sendo que essa pontuação, reunia uma série de 27 pontos/requisitos. Métodos como MILD, WBTB e Reality Checks variaram entre 5 e 8 pontos apenas e foram considerados de baixa eficiência.

Saarland University, Alemanha, onde mais uma vez os alemães sairam na frente, com pesquisas envolvendo  técnicas de indução da consciência nos sonhos.

Nos posts seguintes, buscarei tratar com esses elementos, para favorecer maior ocorrência de sonhos lúcidos.

Fonte:

STUMBRYS, Tadas e outros. Induction of lucid dreams: A systematic review of evidence. 2012. Conciouness and Cognition 21.

    Provavelmente uma das dúvidas mais frequentes seja: qual a melhor técnica para ter sonhos lúcidos? A princípio,  as técnicas mais eficientes e conhecidos são: MILD, Tholey, WBTB, WILD, Incubação, FILD, VILD, CAT e DEILD. Desse modo, sem qualquer ordem de importância ou preferência. Existem diversos outros(também descritos por aqui), mas a maioria é derivada desses.
Escolher o melhor Método para Indução, significa encontrar pela experimentação, qual é mais compatível com  a tua rotina  e características pessoais.

A melhor orientação na escolha da melhor técnica para ter sonhos lúcidos, é buscar aquele que é mais compatível para si. Isso vai ser percebido após algumas semanas. Dessa maneira, por volta de um mês, é perfeitamente possível saber se o Método é ou não uma boa escolha.  Seja como for, caso os resultados não tenham aparecido, passe para outro.

Agora, no meu caso por exemplo, optei inicialmente pelo Tholey , no qual não fazia direito e tive resultados bons, mas esporádicos. Contudo, passei para o MILD e tive alguns bons resultados. Logo depois, segui para o WBTB(aplicando alguns passos do Tholey junto), no qual tive um belo aumento na frequencia e intensidade, caindo posteriormente. Finalmente acabei voltando para o MILD e sigo atualmente o Tholey, junto com o MILD.

Com a experimentação, no decorrer de algumas semanas até um mês é possível saber, pelos resultados e observações no teu Diário de Sonhos, se o Método escolhido é compatível ou não.

Em outras palavras, talvez o ideal para mim seja aplicar o Tholey junto com o WBTB. Todavia isso a gente vai experimentando. Além disso a qualidade de sono vai melhorar bastante agora que tive uma mudança de turno no trabalho(só espero não perder o sono com a falta de grana! kkkkk).

Atualmente, todos esses Métodos de Indução estão detalhados aqui no blog. Ou seja, como relatei, o segredo é ir experimentando e ver qual deles vai servindo melhor na tua rotina. Porém é bom lembrar, como a rotina é fundamental. De fato, para aqueles que dependem de uma soneca após o almoço, o WILD pode ser fenomenal. Vale lembrar que no meu caso, a maioria das minha experiências com WILD. foram através de belas sonecas.

Abaixo segue um relato pessoal sobre a maneira como tenho seguido e adaptado essas orientações e Métodos.
.
Resumidamente  a minha aplicação pessoal do Tholey e MILD/WBTB:


Em síntese, o Método de Tholey eu procuro aplicar SEMPRE.
Por exemplo, seja em alguma fila do supermercado, do caixa-eletrônico, elevador… por aí vai! De antemão, o grande macete é inicialmente decorar os  5 primeiros passos dessa técnica.
Resumidamente, memorizar os passos e ao mesmo tempo ir praticando. Desde que o faça pelo menos cinco vezes por dia. Além disso, repare que o Dr. Tholey deu o 5o e o 6o passos como alternativos.
Tal qual a técnica MILD, também o WBTB são muito parecidos e podem ser usados (escolha um deles) em paralelo ao Tholey. De maneira idêntica, uso o horário de acordar (após a 6a hora de sono). Logo depois, procuro anotar algum sonho que talvez lembre, caso não, faço alguma atividade relacionada, lendo algo sobre sonhos ou apenas durmo pensando que vou ficar lúcido. Da mesma forma, sem jamais querer forçar ou ficar ansioso com isso.
No caso dos Reality check das mãos e espelhos, aplico durante o dia-a-dia. Por outro lado, ao acordar, as anotações precisam ser feitas. Da mesma forma para aqueles sonhos enfadonhos, pelo menos um deles, precisam ganhar um registro, haja vista a  necessidade de exercitar a recordação dos sonhos. Por fim, os sonhos são por natureza extremamente voláteis, porém
ao seguir as dicas de anotação e recordação a habilidade poderá será fortificada.