Tag

Autossugestão

Browsing

Artigo por Túlio Athélio

(edição do Coruja).

A hipnose ou o “transe” do estado mental e de relaxamento que pode ser atingido, não é uma espécie ou forma de sono. Os dois estados mentais são claramente diferenciados e as pesquisas com uso de aparato tecnológico, podem comprová-lo por vários meios, como por exemplo, no uso de resultados eletroencefalográficos de ambos, que apresentam ondas cerebrais de formas, frequências e padrões distintos para cada caso. O estado hipnótico é também chamado transe hipnótico.

Hipnose é um tema sempre interessante. Túlio Athélio, estudante de medicina e sonhador lúcido, tem uma bela contribuição para o nosso tema dos Sonhos Lúcidos, com o post que segue:

Você acredita em hipnose?

Hipnose é a indução de um comportamento ou estado mental, em que a pessoa se torna altamente sugestionável, tanto para aceitar quanto para negar sugestões.

Imagem do excelente filme Ecos do Além, com Kevin Bacon.

Por algum motivo, muitas pessoas acham que a hipnose não é possível, tem medo ou a compreendem erroneamente.
Hipnose é uma prática muito antiga, com possibilidades de aplicação e estudos bem interessantes. Principalmente pela possibilidade de acesso ao inconsciente, o que traz uma grande proximidade com o estado mental dos sonhos lúcidos, afinal o sonho é todo estruturado pelo inconsciente.

Não, hipnose NÃO é controle de mente! Nenhum hipnólogo é capaz de fazer você fazer algo que não queira. Essa crença é fruto da indústria de entretenimento que faz dramatizações em que pessoas sob transe fazem das coisas mais absurdas e violentas.


Sleep


Stir of Echoes

— MOVIECLIPS.com

Outra situação é a chamada hipnose de palco onde a ironicamente a hipnose é usada com finalidade de entretenimento. São aqueles shows em que as pessoas ficam imitando galinha, algum cantor, poeta, levantam peso com um dedo, tem parte do corpo paralisada, e por ai vai. Em nenhum desses casos a mente da pessoa está sendo controlada – a pessoa está ali sabendo que é uma brincadeira então na mente dela porque não imitar uma galinha? E Não, a pessoa hipnotizada não dorme – ela entra em transe. Mas é bem fácil ir de um transe para um sono.

Uma coisa muito importante que diferencia transe e sono é a presença de consciência no transe. E transe não é sonho lúcido pelo mero fato de não ser um sonho. Entretanto é possível passar de um transe para um sonho lúcido, que é a técnica WILD.

Hipnose não pode controlar sua mente mas ela pode te ajudar à tomar maior controle da sua mente na finalidade de alcançar os seus objetivo. Ela é capaz de vários feitos como ajudar a parar de fumar, emagrecer, lidar com ansiedade, medos e fobias até mesmo entrar em estados de hipermnésia para lembrar de faces e placas de carro que podem ser usados em investigação policial

André Noir, poderoso mutante da série alemã Perry Rhodan, com extrema capacidade de hipnotizar, rastrear emoções e telepatia.

Assim, fica claro que a hipnose pode te ajudar na indução de Sonhos Lúcidos.

Várias técnicas, em sua essência, possuem fortes elementos de hipnose como Tholey, VILD, e MILD com suas sugestões pós-hipnóticas.

Eu tenho duas sessões de hipnose em aúdio:
Perfect Lucid Dreaming (Sonho Lúcido Perfeito)
Recall Your Dreams (Lembre dos Seus Sonhos)

Infelizmente elas são em inglês e necessário ter uma certa fluência e prática do inglês pra funcionar.
Mas um dica é relaxar bastante ao realizar as outras técnicas conhecidas e sempre fazer a sugestões pós hipnóticas como “Eu vou ter um sonho lúcido hoje a noite”.

Fontes:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Hipnose

http://www.reocities.com/Area51/corridor/5967/prmenu0.htm

http://prskspedia.de/illustration/dkrueger.php

Uma das técnicas com maior sucesso para indução da consciência nos sonhos, em experimentos em laboratórios de sono, foi a utilização em conjunto de: propósito ou intenção, a reflexão e a autossugestão.

A pesquisa que aponta para o grande sucesso da combinação desses três elementos, envolveu 5 grupos, com 34 homens e 56 mulheres, o estudo, realizado em 1992, foi conduzido por Schlag-Gies, pela Universidade de Saarland na Alemanha.

O propósito de voar sempre pode ser uma opção para uma bela noite de sono… Na imagem, uma das espetaculares cenas de vôo do excelente filme Man of Steel.

O “escore” alcançado, numa escala de 1 até 27, foi de 18 pontos/requisitos, o que se pode considerar de alto nível, quando comparado as demais técnicas MILD(4-6), WBTB(5/6) etc..   Vale lembrar que cada ponto atingido na escala era equivalente ao cumprimento de algum requisito em especial.

Fazendo um comparativo, o Método de Tholey  chegou a 15 pontos. Esse último foi recentemente comentado aqui e é inevitável perceber que são bem semelhantes, afinal o Tholey de certo modo, também envolve propósito, autossugestão e reflexão!…

A pesquisa atingiu score equivalente a eficiência de 15 pontos/requisitos, classificando-a como de eficiência “moderada”, sendo que essa pontuação, reunia uma série de 27 pontos/requisitos. Métodos como MILD, WBTB e Reality Checks variaram entre 5 e 8 pontos apenas e foram considerados de baixa eficiência.

Saarland University, Alemanha, onde mais uma vez os alemães sairam na frente, com pesquisas envolvendo  técnicas de indução da consciência nos sonhos.

Nos posts seguintes, buscarei tratar com esses elementos, para favorecer maior ocorrência de sonhos lúcidos.

Fonte:

STUMBRYS, Tadas e outros. Induction of lucid dreams: A systematic review of evidence. 2012. Conciouness and Cognition 21.