Tag

sonho lúcido

Browsing

     Nas últimas duas décadas as tecnologias para indução de sonhos lúcidos assumiram variadas formas: máscaras de indução, pílulas, ervas, áudios binaturais e isocrônicos, bandanas entre outros…  o primeiro item teconológico da série a ser tratado, será sobre as Máscaras de Indução.

51KIT9u8EsL

Máscaras de Indução:

     A primeira máscara de indução de sonhos lúcidos, com capacidade de identificar os movimentos oculares/fase REM foi a Nova Dreamer. Projeto idealizado e realizado por Craig Webb, o produto apesar do sucesso, teve vida curta e há anos não é mais vendido, exceto Nova Dreamers usadas. As grandes funções que traziam essa tecnologia pioneira, era a capacidade de detecção de fases REM durante o sono, bem como a possibilidade do usuário realizar comandos com os olhos para se comunicar (lá do próprio sonho) e confirmando seus registros de sonhos lúcidos.

      Passada a febre da Nova Dreamer e encerrada sua fabricação, o mercado foi dominado pela REM Dreamer. Vendida até hoje, essa máscara é a mais parecida que já existiu em comparação com a Nova Dreamer. Porém sem a possibilidade do usuário emitir comandos oculares, durante a fase REM do sono.

ndice

 

       Com a Remee o preço das máscaras de indução de sonhos lúcidos se popularizou bastante, entretanto com uma tecnologia mais simples, sem todas as funções das suas predecessoras. Por outro lado, a leveza e anatomicidade fazem da Remee uma experiência bastante recomendável.

        Em rápida pesquisa em sites de venda, pude verificar preços da Remee entre U$ 16,99 até U$ 29,95. Enquanto a REM Dreamer está por volta de U$ 200,00.

       Minha experiência com essas máscaras de indução não  foram suficientes para julgar se vale ou não a pena o investimento. Sugiro começar pela Remee, apostando no custo x benefício. Na época da aquisição da REM Dreamer fiquei bastante frustrado com os resultados, especialmente minha dificuldade de adaptação anatômica na hora de dormir. Era difícil não acabar tirando a máscara no meio da noite. E de fato ela é uma máscara mais robusta. Uma sugestão é experimentar dormir com máscaras normais e simples para dormir. Se já achar muito difícil dormir com essas super máscaras tradicionais que possuem a simples função de cobrir os olhos, certamente será um problema maior se adaptar com as de indução de sonhos lúcidos.

       No próximo post, o tema será ervas de indução de sonhos lúcidos.

https://www.amazon.com/Remee-Lucid-Dreaming/dp/B077XSDZL6/ref=sr_1_2_a_it?ie=UTF8&qid=1543780183&sr=8-2&keywords=remee%2Bmask&th=1

https://pt.aliexpress.com/w/wholesale-remee.html

 

Em primeiro lugar, é importante ressaltar como é fácil influenciar a indução de um tema nos sonhos. A princípio isso pode ser bem mais fácil que induzir um sonho lúcido. Além disso, existem dissertações e teses analisando a eficiência de algumas técnicas bem interessantes. Nesse sentido, considerando  a elevada eficiência atingida por alguns tipos de incubação, que tal partir para a incubação de um sonho lúcido?!

A técnica de Incubação de Sonho Lúcido funcionará de maneira tão eficiente, quanto for o propósito que você tiver em mente para realizar no sonho. Imagem do excelente filme Source Code – Contra o Tempo.

Dessa forma, no livro Exploring the World of Lucid Dreaming(sem edição traduzida), Stephen LaBerge, aproveita a ferramenta de incubação de tema nos sonhos e aplica na incubação de Sonhos Lúcidos.

Por outro lado, sou ávido leitor sobre sonhos, já havia me deparado com a “Técnica da Incubação”, em especial aquelas desenvolvidas pela psicóloga Gayle Delaney, em seu livro, All About Dreams(No Brasil: O Livro de Ouro dos Sonhos). Em suma, já havia até publicado um post por aqui, aproveitando essa idéia de unir a incubação de tema nos sonhos aos sonhos lúcidos.

Porém, mais uma vez sou surpreendido pelo LaBerge, quando verifico que no seu livro, não só utiliza da incubação, como também adapta uma técnica própria de incubação. Sendo assim, passo a ela na íntegra aos sonhadores lúcidos/onironautas de plantão:

1 – Determine seu propósito

Antes de mais nada, pouco antes de dormir, escreva uma frase simples, com a questão ou o tema que deseja sonhar. Por exemplo: “Eu quero visitar o Egito”.  Logo depois, escreva a frase e se quiser, desenhe algo ilustrando sua vontade. Posteriormente, memorize a frase e a imagem relacionada ao desejo. Caso tenha uma ação em especial a qual queira sonhar, como por exemplo, contar para sua amiga que você a ama( “Eu quero contar para minha amiga que eu a amo”.).

 
É crucial ter algum propósito ou desejo em especial que gostaria de realizar. Outra imagem do filme Contra o Tempo.

Logo em seguida, escreva uma segunda frase, a qual vai reunir a frase recém formulada, com a seguinte: “Quando eu sonhar que  quero contar para minha amiga que a amo,  lembrarei que estou sonhando.”

2 – Vá para cama

    Logo depois, sem fazer mais coisa alguma, apenas apague as luzes e vá para cama.

3 – Concentre- se na sua frase e propósito, para ficar lúcido (a).

Nesse meio tempo recorde sua frase e a imagem que desenhou. Posteriormente visualize você mesmo eu seu sonho, sobre o tema desejado e se tornando lúcido(a). Da mesma forma, continue se concentrando na frase e no propósito desejado até cair no sono. Em contrapartida, não deixe outros pensamentos se aproximarem. Por outro lado, caso aconteça, retorne aos pensamentos sobre sua frase, o tema desejado e se tornando lúcido(a).

 
A Incubação de Tema nos sonhos pode servir para indução de sonhos lúcidos. Quanto mais intenso for o propósito, mais chances de ficar consciente no sonho. Cena do filme… que vocês já devem ter reparado como eu adorei. 🙂

Ao conseguir a lucidez:

4  – Execute o seu propósito no sonho

Ao ficar lúcido(a) no sonho, aplique o que havia planejado. Diga a sua amiga que a ama ou experimente visitar o Egito… conforme o que havia desejado fazer. Aproveite para verificar seus sentimentos e observe bem os detalhes desse sonho.

5 – Quando atingir seu objetivo, lembre-se assim que acordar, recordar e anotar o sonho.

Isso deve ser feito de imediato, logo ao despertar. É importante buscar recordar os detalhes, sentimentos e observações, seja para resolução do seu problema, dúvida ou experimento planejado.

Fonte:

LABERGE. Stephen. RHEINGOLD. Howard. Exploring the World of Lucid Dreaming. Ballantine Book – New York. 1991.

Não existe filme de terror na história humana, capaz de provocar mais terror do que uma paralisia do sono, acompanhada de uma dose de alucinação típica desse estado.

Muitas perguntas aparecem relacionadas a paralisia do sono. Já fiz alguns posts sobre o tema, mas como não é o objeto principal desse blog, sempre é bom lembrar que existe gente boa tratando especificamente sobre o tema. É o caso do blog Paralisia do Sono – Tudo Sobre Paralisia do sono. O site Universo Racionalista também fez um excelente e meticuloso post sobre o tema.

Vale lembrar que a paralisia do sono é a manifestação de um mecanismo natural do nosso corpo, para nos proteger dos movimentos que fazemos durante os sonhos mais intensos e vívidos (fases REM do sono). Diferente do sonho lúcido, nossa consciência não está mais imersa no sonho, vivenciando aquela realidade, mas se depara com o corpo ainda em estado de Atonia Muscular. Significa que todo o corpo está submetido a rigidez que é típica dos sonhos vívidos da fase REM, impossibilitando nossos movimentos, porém com a mente já desperta. Toda a amplitude dessa atonia ou paralisação muscular é visceralmente sentida.

Presenças malignas e sensações de pressão sobre o peito, sufocamento, total rigidez e alucinações, são manifestações bem típicas de paralisia do sono com alucinações. Na imagem, cena do filme “Fogo no Céu”.

Na situação de ser acometido pela paralisia, podem acontecer as alucinações(2*), digamos, dignas de botar qualquer grande filme de terror no chinelo!… Filmes como O Grito, O Chamado, Exorcista, Atividade Paranormal… irão parecer brincadeira de criança. Essas alucinações são poderosas e podem causar pânico àqueles que desconhecem tal fenômeno. Esqueça luzinhas dançando, túneis se abrindo ou pequenos borrões…

Os sintomas típicos de esmagamento da rigidez do sono, podem vir com um belo pacote de alucinações auditivas, risadas macabras, sensação de presença perversa… sufocamento… que tal flagrar uma velha bruxa e gorda sentada sobre seu peito?! Um bater de asas sombrias logo ao seu lado, fazendo seus cobertores levantarem?! Rá!

Agora se um dia isso lhe acontecer, procure se lembrar: “é tudo criação mental sua”. Um mero fenômeno de transição entre o sono e a vigília, conhecido como paralisia do sono(com ou sem suas respectivas alucinações). Lembre-se de não ter um ataque cardíaco por isso. Não se trata de bruxa, demoinho ou ET de Varginha querendo brincar com o seu sexo(bem, talvez seu subconsciente queira rsrs o meu é bem sacana!).

É importante ressaltar que nos casos de paralisia do sono crônica, deve-se procurar auxílio com um médico especializado na área de Medicina do Sono. Existe tratamento e como eu sempre lembro por aqui, a qualidade do sono deve estar sempre em primeiro lugar.

Esqueça qualquer pretensão Hollywoodiana de provocar algum “terror”  na sua mente.  O melhor “Trem Fantasma do Mundo” já está pronto pra ser acionado a qualquer instante no seu cérebro. Na imagem uma cabeça empalada que guardo aqui na minha cabeceira. 1*

1* Brincadeirinha rsrsrs a imagem é uma foto tirada no espetacular “Portal da Escuridão”, do Beto Carrero World. A fotografia foi tirada no hall de entrada(antes do labirinto hehehhhehe).

2* Essas alucinações são bem mais poderosas que as alucinações hipnagógicas ou hipnopômpicas.

Fontes: